Quando pensamos em uma escola, a primeira imagem que nos vem à cabeça é a de um professor ensinando algo aos seus alunos, não é mesmo? Essa impressão que temos não é à toa. Afinal, os docentes são peças essenciais na dinâmica de uma instituição.

Com o sistema COC de ensino, os professores ganham ainda mais destaque ao assumirem uma postura de tutores. No texto de hoje, vamos te mostrar um pouco mais sobre o que esses profissionais representam na prática diária do ensino em uma escola COC. Confira!

Professor e tutor

Você pode não saber a diferença entre os termos, mas dentro de uma cadeia de aprendizado que busca sempre se modernizar, há sim uma que é preciso pontuar. Enquanto o professor é quem dita o ritmo das aulas e assume a postura de explicar a disciplina aos estudantes, o tutor acompanha a evolução dos alunos de acordo com o tempo deles e dando demonstrações de como alcançar respostas sozinhos.

Essa diferença não quer dizer que uma prática anula a outra. Tanto é que no COC os professores também são tutores. O conteúdo de sala de aula é programado para que, em determinados momentos, as crianças e os jovens tenham autonomia na hora de estudar.

Professor contextualiza os fatos

O material didático do COC para os ensinos infantil, fundamental e médio é elaborado para levar o estudante além das explicações comuns. Por isso, o professor necessita sempre de contextualizar aquilo que está sendo visto. Acredita-se que essa prática ajuda os alunos a compreender e memorizar com mais facilidade aquilo que está sendo dito pelo docente.

Além disso, essa é uma forma de contribuir para o desenvolvimento de habilidades importantes, como o raciocínio lógico, o pensamento amplo e a empatia, à medida que eles aprendem que tudo o que acontece à nossa volta tem uma explicação, suas consequências e sua razão de ser. 

Imagine, por exemplo, explicar para os jovens as disputas territoriais e ideológicas que marcaram a Primeira e a Segunda Guerra Mundial. É impossível não contextualizar como era o mundo naquelas épocas, explicar a geopolítica e tantos outros fatores que resultaram nesses episódios terríveis para a história da humanidade. Por isso, o professor é responsável por trazer à tona essas conjunturas.

Professor acessível aos alunos

Esqueça a ideia de que professores e alunos devem ter uma relação distante e restrita à sala de aula! Nos dias atuais, os estudantes estão mais comunicativos e antenados com as novidades do mundo e dispostos a debater temas. Essas características já estão presentes na maioria das crianças e adolescentes desta geração, por isso a escola precisa aprender a ajudá-los no desenvolvimento dessas habilidades.

Os docentes, por sua vez, precisam se adaptar para assumir um papel de ouvinte, ao mesmo tempo que se mantêm como as figuras responsáveis por guiá-los no processo de aprendizagem. Saber o momento certo de elaborar um debate e de auxiliar os alunos na elaboração de suas ideias, no desenvolvimento da oratória e no respeito ao próximo são funções desempenhadas pelos professores na atualidade. 

O professor é um facilitador 

Essa relação mais amistosa entre professor e aluno nas escolas COC também se deve ao fato dos docentes serem vistos como facilitadores durante a trajetória de aprendizado, ou seja, eles estão junto com os estudantes na busca pelo conhecimento.

Para melhorar ainda mais essa troca de experiências, o COC dá aos professores recursos digitais que os ajudam a elaborar aulas mais interativas e criar simulados e avaliações com características de questões de vestibular, além de abrir um ambiente de comunicação on-line para os jovens participarem de plantões de dúvidas virtuais.

Conclusão

Nas escolas COC o professor é mais do que alguém que está à frente de uma sala de aula conduzindo o conteúdo; ele é colocado no papel de parceiro dos alunos, alguém em quem eles confiam e a quem podem recorrer em caso de dúvidas sobre a disciplina e sobre o que acontece no mundo. 

Quer conhecer mais sobre o COC? Então confira outros textos no nosso blog!