Diante das dinâmicas da sociedade, é muito difícil pensar em determinadas questões sem nos atentarmos para outras e assim sucessivamente. Pensando nisso, também torna-se necessário relacionar as disciplinas escolares. Afinal, a interdisciplinaridade é muito importante para a formação pessoal e profissional dos estudantes. No texto de hoje, vamos mostrar a importância que essa abordagem tem para os jovens. Confira abaixo!

Visão mais ampla dos assuntos

Quando a escola oferece um ensino interdisciplinar, está focada em passar para os seus alunos uma visão ampla de mundo, que também os guiará fora da escola. Assim, a partir dessa abordagem, os estudantes compreendem como os diversos assuntos estão de fato relacionados: na verdade, os temas caminham lado a lado e não precisam ser vistos de forma separada. 

Portanto, o jovem que estuda em uma escola que realiza essas ligações entre as disciplinas é capaz de desenvolver a habilidade de analisar e de entender melhor como as situações podem estar associadas e influenciar tantas outras.

Pensamento crítico

O desenvolvimento dessa visão geral dos assuntos, bem como o entendimento de que cada disciplina faz parte de um grande universo, fazem com que os jovens amadureçam o seu pensamento crítico. Ou seja, eles se comprometem a pensar de forma mais ampla. 

Além disso, essa característica se faz cada vez mais necessária nos diversos meios em que as pessoas transitam, seja no âmbito pessoal ou profissional, por exemplo, seja nas áreas que interferem na vida dos seres humanos, como a política, a economia, a saúde etc.

Ensino de idiomas

Para a educação bilíngue, a interdisciplinaridade é uma abordagem fundamental. Afinal, a partir dessa estratégia, os alunos desenvolvem os conhecimentos de cada uma das disciplinas nos dois idiomas. Ou seja, tanto na sua língua nativa quanto na língua alvo.

Em alguns programas bilíngues, inclusive, os estudantes têm contato com a segunda língua durante as aulas das outras matérias. Dessa forma, os alunos aprendem a se comunicar no novo idioma com situações reais e cotidianas. 

Educadores mais preparados

Uma escola que opta pela abordagem interdisciplinar em seu plano didático-pedagógico, assume também o compromisso de ter em seu corpo docente profissionais capacitados e atualizados sobre o que se está sendo discutido em outras matérias e no que se refere aos rumos da educação, por exemplo.

Isso porque um professor que conduzirá as aulas utilizando o método interdisciplinar não pode ficar restrito aos conhecimentos da sua disciplina. Portanto, ele deverá continuar estudando, inclusive para transmitir aos jovens onde está a sinergia com as matérias dos demais docentes.

Nesse sentido, a sua instituição pode e deve sempre exigir que seu corpo docente não se acomode em seu posto à frente das salas de aula. Isto é, que os educadores sigam se capacitando.

Nova forma de aprendizado

A interdisciplinaridade amplia também as possibilidades dos educadores, abrindo espaço para novas formas de educar e também de aprender. Afinal, essa abordagem foge do sistema tradicional que já conhecemos há anos, em que uma disciplina independe da outra e onde há a prática individualizada dos conhecimentos.

Ao contrário, o método de aprendizado interdisciplinar coloca os jovens em uma situação nova, onde há um ensino mais dinâmico. Nesse sentido, os estudantes são capazes de desenvolver tanto a autonomia quanto o trabalho em equipe. Já os professores, são colocados em uma posição de tutores.

Portanto, a interdisciplinaridade incentiva o aluno a buscar mais conhecimentos, novas relações entre os conteúdos e desmistifica o conceito de que o ambiente escolar será entediante e desinteressante para os alunos.

Desenvolvimento de habilidades importantes

O ensino interdisciplinar também desenvolve e incentiva habilidades que são essenciais nas relações pessoais e serão fundamentais nas dinâmicas profissionais dos estudantes. 

Competências como o pensamento crítico, que já citamos anteriormente, a capacidade de trabalhar em grupo e, ao mesmo tempo, ser autônomo em suas demandas também são alguns dos exemplos interessantes.

Além disso, questões como empatia, proatividade e pensamento coletivo também são estimuladas no cotidiano do ensino interdisciplinar. Trata-se, portanto, de uma abordagem voltada para o desenvolvimento das habilidades do futuro.

A interdisciplinaridade contribui de diversas formas para o aprendizado de crianças e adolescentes. Isto é, dos jovens que estão iniciando o seu processo de desenvolvimento intelectual. Além disso, essa abordagem é importante para a compreensão de questões que ultrapassam as barreiras da escola. Sendo assim, a instituição pode ajudar no desabrochar de diversas habilidades fundamentais para o presente e futuro de seus alunos!

Quer conhecer mais sobre o blog do COC? Então não perca tempo. Acesse os links abaixo e confira!

4 aspectos que sua escola precisa mudar para ser mais inclusiva

Como escolher o melhor material didático para a sua escola?