Avaliar o desempenho escolar dos alunos nem sempre é uma tarefa fácil. Elaborar métodos avaliativos capazes de identificar não só o rendimento do aluno, mas também as abordagens educativas que estão sendo elaboradas é extremamente importante.

Existem inúmeros motivos que levam um aluno a atingir maus resultados em uma prova. A partir do ano de 1996, quando foi aprovada a Lei de Diretrizes e Bases nº 9.394/96, que determina que haja uma avaliação contínua e cumulativa, as escolas começaram a buscar novas perspectivas para avaliar os jovens. Isso porque é fundamental implementar maneiras que nos ajudem a enxergar todas as lacunas do aprendizado de um aluno.

A importância da avaliação cumulativa

Cada pessoa possui sua própria maneira de aprender. Diversas influências, externas e internas, podem alterar o desempenho de um aluno nas provas. Seja algum problema em casa, seja dificuldade na matéria ou seja apenas o nervosismo. Portanto, é fundamental que o aluno possa mostrar sua capacidade através de diferentes formas de avaliação.

Conhecer os alunos

Antes de mais nada, é essencial que o corpo docente conheça os alunos. O relacionamento entre pais, alunos e escola é um aspecto que precisa ser incentivado. A partir do momento que a escola e os professores têm conhecimento da dificuldade de cada aluno, é mais fácil estabelecer maneiras de avaliá-los e ser justo com eles. Há muitas crianças que não se dão bem com a pressão das provas, mas que surpreendem em trabalhos coletivos ou individuais em classe. Além disso, conhecer os alunos ajuda a transformar um cenário de dificuldades em resultados positivos. Até para adequar cada turma aos métodos de ensino necessários para um bom aprendizado.

Participação em classe

Participar das aulas não é necessariamente encher o professor de perguntas ou fazer comentários para otimizar o aproveitamento da aula, mas também estar atento ao que é passado. Tarefas, atenção constante, frequência ou até mesmo participar das dinâmicas propostas para a turma também são maneiras de demonstrar conhecimento. Assim, reconhecer o esforço dos alunos e avaliá-los individualmente é uma maneira justa de deixá-los mostrar seu melhor em diferentes situações.

Projetos extraclasse

Existem algumas atividades extraclasse que podem servir como parte dos métodos avaliativos, como é o caso das feiras de ciências e gincanas. Elaborar um método baseado não só em como o aluno demonstra seus conhecimentos na sala de aula ou nas provas é uma excelente maneira de estimular algumas características essenciais para a vida adulta e profissional. O lado criativo, a disponibilidade de trabalhar em grupo e a possibilidade de colocar em prática o que foi visto em sala de aula são ótimas oportunidades de avaliar o desempenho dos alunos não só como estudantes, mas também como seres sociais.

Provas periódicas

Ainda assim, a aplicação de testes que medem o nível de conhecimento também são importantes. Não só para entender o desempenho dos alunos, mas também para analisar o bom desenvolvimento das aulas por parte dos professores. Além disso, as avaliações ajudam a manter um fluxo constante de estudos. Para se preparar, os alunos precisam se dedicar aos estudos, aspecto fundamental para que haja aprendizado.

Avaliar os alunos e os professores é fundamental para verificar como a escola está. Estar sempre em sinergia com a comunidade escolar é um dos pilares essenciais para bons resultados. Uma escola de qualidade se preocupa com desenvolvimento de suas unidade e de seus alunos.

Aqui estudar é poder!

O COC se preocupa com o desenvolvimento dos alunos e o crescimento da sua unidade. Aqui estudar é poder realizar! Acompanhe as notícias em nosso blog e veja os recursos que o sistema COC de ensino pode levar para o seu colégio. Saiba mais aqui!