Os estudos do meio são ferramentas metodológicas que possibilitam agregar a prática à teoria estudada, levando a sala de aula para diversos espaços alternativos e novos contextos culturais. Essa é uma das melhores maneiras de prender a atenção das crianças e fazer com que elas reconheçam a história do ambiente em que vivem como a sua própria história. É o momento de construir novos conhecimentos, exercer a interdisciplinaridade e colocar em prática atitudes como responsabilidade, respeito, cooperação, solidariedade e tolerância. 

Para reforçar os objetivos e as possíveis reflexões a partir da atividade, os educadores podem fazer um planejamento com o que é importante ser explorado com os alunos, trabalhar os assuntos em sala de aula e ajudá-los no momento de apresentar os resultados que encontraram, o que pode até ser feito no formato de conversas sobre os assuntos abordados. 

Onde levar os alunos?

As opções de locais para um estudo do meio são muitas, mas é importante que o ambiente construa ligações entre as áreas de estudo e o tema escolhido. Por exemplo, é importante que os alunos aprendam sobre a sociedade em que vivem, e isso pode ser ensinado visitando órgãos públicos, monumentos históricos, museus e teatros. As atividades em ambientes naturais, como zoológicos, parques, praias e empresas com atividades humanitárias também são ótimas opções de visita, assim como cooperativas de reciclagem ou de produção de alimentos naturais. 

O papel do professor

Todas as etapas do projeto devem ser discutidas com os próprios alunos, de forma que fique claro para todos como é significativa essa oportunidade de aprendizagem. Por isso, os professores e educadores são responsáveis pelo planejamento e pelas instruções das atividades propostas antes, durante e depois do estudo do meio. Elas devem ser criativas, atrativas e promover práticas para tornar os alunos mais solidários e participativos em questões sociais. Além disso, esse é um ótimo momento de convivência entre os estudantes e a equipe pedagógica, criando boas relações.

Planejamento do estudo do meio

Para que tudo corra bem, é necessário um planejamento com as atividades anteriores e posteriores à prática do estudo do meio. Durante as saídas em campo, uma metodologia de pesquisa deve ser seguida e, no retorno à sala de aula, deve ser traçado um plano de organização dos novos aprendizados. O estudo do meio pode ter cinco etapas, que apresentamos abaixo: 

Mobilização da escola: esse é o momento em que a proposta de efetuar o trabalho é apresentada à equipe pedagógica, considerando o contexto de ensino das disciplinas. Assim, é definido o objeto principal da pesquisa e o local, e em seguida, as ações podem ser planejadas. 

Visita preliminar e escolha do percurso: nessa etapa acontece a definição dos instrumentos de estudo e das tarefas que serão desenvolvidas. Também são vistos fatores como escolha do percurso, tempo a ser percorrido e o transporte que será necessário até o local visitado.

Planejamento: já em sala de aula, serão discutidas as razões da escolha do roteiro, e o planejamento do trabalho de campo começa. Primeiramente, são definidos os objetivos do estudo do meio. Na sequência, são determinadas quais pessoas serão contatadas para entrevistas ou explicações, quais observações devem ser feitas, os conteúdos curriculares disciplinares e interdisciplinares envolvidos, quais atividades serão realizadas a partir dos registros feitos e como será a divulgação dos processos e do resultado.

Pesquisa de campo: é importante preparar um material de apoio que será entregue aos alunos, com capa, o roteiro da pesquisa de campo, textos e entrevistas a serem feitas. Esse é o momento em que os alunos vão poder criar diálogos com o espaço, com a história e com as pessoas, além de compartilhar suas ideias. Se possível, incentive o uso de câmeras fotográficas para registrar os momentos, gravações de vídeo e voz, desenhos e outras formas de expressão, além de deixar os estudantes confortáveis para fazer perguntas e observações. 

Após o estudo: esse é o momento de ver os resultados! O processo de avaliação e sistematização do material obtido no trabalho em campo deve ser feito com cuidado em sala de aula. Reúna as falas dos entrevistados, anotações, desenhos e fotografias; assim a realidade espacial se revela e os sentidos começam a ser construídos. Algumas possibilidades de trabalho com esses materiais são: ensaio fotográfico, vídeo e criação de um site ou jornal, por exemplo.

Introduzir o estudo do meio nas escolas abre portas para muitas contribuições para o processo de aprendizagem, como o desenvolvimento das habilidades socioafetivas e cognitivas. Então, que tal organizar um estudo do meio com os seus alunos? 

Leia mais sobre alternativas de ensino para os seus alunos no nosso blog: 

4 opções de aulas "diferentonas" que você pode experimentar com seus alunos

Como trabalhar a interdisciplinaridade na sua escola

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!