“Como ensinar os alunos a serem, de fato, cidadãos?” é uma das perguntas que permeia o dia a dia dos educadores quando o assunto é promover uma sociedade mais responsável. Desde cedo é essencial incentivar noções básicas do que é a cidadania, como exercê-la e quais são os direitos e deveres relacionados aos cidadãos.

A cidadania pode ser descrita como a contribuição dos indivíduos, como seres políticos, civis e sociais, a fim de formar uma sociedade mais justa e equilibrada. Algumas atitudes, como participar das eleições políticas, cuidar do meio ambiente, cumprir as leis, proteger o patrimônio público e tratar com respeito todas as pessoas, são consideradas exercícios de cidadania.

Hoje trouxemos algumas dinâmicas para estimular os alunos da sua escola e promover o desenvolvimento da cidadania no ambiente escolar. Confira:

Simulação das eleições

Ajudar a eleger os responsáveis pela organização do país é uma das atitudes mais importantes como cidadãos em uma democracia. Apesar de o voto ser facultativo dos 16 aos 18 anos de idade, é interessante estimular desde cedo a vontade de participar da situação política do Brasil.

A escola, como formadora de indivíduos sociais, pode ser uma grande influenciadora em promover o interesse dos jovens. A simulação de uma eleição, principalmente nos anos em que elas irão ocorrer, é um passo importante para conscientizá-los.

Antes da sua realização, é interessante propor aos alunos pesquisas sobre os candidatos e, se possível, em uma outra oportunidade, fazer até um debate, para que possam aprender a escolher por si só a melhor opção na qual acreditam.

Esta ação pode acontecer a partir da separação das turmas, como se fossem verdadeiras zonas eleitorais, por exemplo. Organize também  as salas, com mesários e urnas. Não é necessário elaborar muito, e pode até ser uma votação realizada no papel. Afinal, a intenção é muito mais educacional do que criar um evento para os alunos. Ao final da votação, dê um título simbólico para cada um para que, dessa forma, todos possam se sentir como parte fundamental do processo democrático.  

Ensine sobre a separação do lixo

O que é lixo orgânico? O que é reciclável? Como posso separar o meu lixo para contribuir com o meio ambiente? São perguntas extremamente simples, mas que podem causar grande diferença na vida dos alunos e, principalmente, nos níveis de poluição na natureza.

É uma dinâmica bem fácil de ser feita, sendo possível realizá-la dentro das próprias turmas e com o professor de biologia ou ciências, por exemplo. Explique quais são as vantagens do tratamento correto do lixo e como isso afeta diretamente a vida no planeta. Após isso, é importante estabelecer na própria escola os métodos de separação dos materiais. Instale lixeiras pelo ambiente escolar e prepare-se para tornar-se uma escola que contribui para a preservação do meio ambiente.

Grupo de discussões

Tão importante quanto participar de atividades é também exercitar o senso crítico e argumentativo. Existem diversos temas que precisam ser discutidos em sala de aula, sejam eles atualidades ou não. A fase escolar é um dos maiores momentos de socialização das crianças e adolescentes, por isso é o momento ideal para aflorar o senso analítico dos alunos.

Os grupos de discussão são exercícios muito simples, mas capazes de proporcionar grandes diferenças no futuro. Não só dos alunos, mas também de toda a comunidade escolar, que tem o poder de explorar novas perspectivas como cidadãos. Segundo a psicologia, a discussão ajuda  a desenvolver tanto a socialização como o pensamento.

Escolha temas diversos, que estejam de acordo com as políticas da escola, encontre um intermediador para organizar a discussão, e bom exercício. Um outro benefício desses grupos é a possibilidade fazer aflorar a capacidade dissertativa nas redações, aspecto fundamental para os alunos de ensino médio, que irão prestar vestibular em breve.

Projetos solidários

Um dos principais valores da cidadania é a capacidade de desenvolver o respeito e a empatia pelo próximo. Os projetos solidários ajudam os alunos não só a desenvolver a noção de solidariedade, mas também aspectos extremamente importantes, como responsabilidade, organização e até mesmo a logística de um evento.

Existem diversas instituições, seja de pessoas com deficiências, asilos e casas de repouso, seja creches e escolas em situação de vulnerabilidade. A escola pode firmar parcerias com alguma instituição que esteja precisando de ajuda, separar um dia para um evento e engajar os alunos para participarem dele.

É possível organizar o dia do projeto a partir de grupos com funções específicas, como o grupo responsável pela comida, pelas brincadeiras, pela organização e pela arrecadação de fundos ou suprimentos para doação. É uma experiência especial não só para os alunos que participam, mas também para a escola, que ganha visibilidade na comunidade.

Todos os níveis de relacionamento na escola devem ser prezados. É fundamental que, como instituição educacional, as escolas possam proporcionar aos seus alunos e a toda a comunidade escolar bases para seguirem como cidadãos.

Existem diversas atividades que podem ser implementadas para ajudar a impulsionar os resultados da escola e a estimular a conscientização dos alunos. Como as instituições de ensino são vistas como ponte fundamental para o desenvolvimento, é essencial que elas estejam aptas a discutir e ampliar as possibilidades de formar indivíduos prontos para agirem com cidadania.  

Aqui estudar é poder!

O COC se preocupa com o desenvolvimento dos alunos e o crescimento da sua unidade. Aqui estudar é poder realizar! Acompanhe as notícias em nosso blog e veja os recursos que o sistema COC de ensino pode levar para o seu colégio. Saiba mais aqui!