Organizar uma gincana pode parecer de início uma tarefa muito complicada, trabalhosa e que exige muita dedicação. Mas essa é uma daquelas atividades que, depois de feitas todos  garantem que valeu muito a pena. Isso porque esses eventos são muito produtivos e acabam despertando a interação na escola como um todo, ou seja, cria-se uma relação entre instituição, professores e alunos.

Por isso, hoje trouxemos algumas dicas para te ajudar a organizar uma gincana na sua escola, para que você possa conferir de perto como o resultado dessa ação pode ser motivador e muito divertido! Confira:

Atente à organização e ao planejamento

Antes de qualquer coisa, é preciso se organizar com antecedência. Defina uma data bacana e que não interfira no calendário de provas, por exemplo. Lembrando que uma gincana pode acontecer tanto em apenas um dia como também em uma semana! Veja qual opção é mais viável para a sua escola e determine  quais serão suas etapas e em qual espaços acontecerá.

Após estipular a data, é preciso listar as ideias de atividades e o que será necessário para a realização de cada uma. A partir daí surgem os primeiros orçamentos, com todos os investimentos necessários e até  a definição da mão de obra que ajudará a fazer o evento acontecer.

Elabore as atividades

As atividades são a alma das gincanas. São elas que irão deixar o evento atrativo, divertido e dinâmico. Sendo assim, é importante elaborar algo criativo e que envolva uma competição. Os desafios devem estimular o desenvolvimento estudantil, o trabalho em equipe, a recreação e o altruísmo. Algumas ideias de atividades:

  • Corrida de saco
  • Corrida com ovo na colher
  • Cabo de guerra
  • Prova de soletração
  • Prova de conhecimentos matemáticos
  • Jogos esportivos, como futebol, vôlei, handebol, queimada, basquete e até pingue-pongue
  • Caça ao tesouro
  • Competição de maior arrecadação de alimentos ou roupas que serão doados posteriormente
  • Competição de maior número de vendas de rifa

Crie regulamento, pontuação e premiação

Após determinar quais atividades serão oferecidas na gincana, é importante criar as regras, para tornar todas as competições justas, assim como a definição das pontuações e das premiações. Por exemplo:  um aluno poderá participar de quantas competições? Quantas pessoas podem formar uma equipe? O que é proibido fazer e o que é permitido? Quem ganha e o que ganhará? Essas perguntas devem estar na ponta da língua dos organizadores para que não haja falhas de estrutura.

Tenham um objetivo definido e o deixem explícito em um lema

É muito bacana que todos os envolvidos tenham noção de que há um propósito na realização de uma gincana. Seja algo para interagir, para evidenciar talentos ou para promover os ensinamentos de uma competição saudável, é importante ter algo maior por trás. Então, crie um lema (algo como “em prol do ambiente”, “a união faz a força”, etc) e crie conexão com as atividades que serão desenvolvidas ao longo da gincana.

Os alunos podem fazer arrecadação de roupas e alimentos, como citado acima, e doar a alguma instituição bacana da cidade. Ou então podem promover a plantação de mudas de árvores no encerramento das brincadeiras. As opções são infinitas e farão com que todos os envolvidos se sintam motivados.

Gostou das dicas? Uma gincana esportiva, por exemplo, descontrai os alunos e incentiva as práticas de atividade física, o que pode ser bom para a saúde física e também para o cérebro, deixando-o mais atento na hora de estudar. Outra atividade bacana para se aventurar é organizar uma feira de ciências, e nós também temos dicas que você pode seguir. Ficou empolgado para pôr a mão na massa? Conta pra gente como foi o resultado da gincana da sua escola!

Aqui estudar é poder!

O COC se preocupa com o desenvolvimento dos alunos e o crescimento da sua unidade. Aqui estudar é poder realizar! Acompanhe as notícias em nosso blog e veja os recursos que o sistema COC de ensino pode levar para o seu colégio. Saiba mais aqui!