É um dever de toda escola estabelecer, no início do ano letivo, os princípios, valores e objetivos que servirão para guiar o ensino durante o período anual. O documento que contém essas informações é o Projeto Político-Pedagógico, também chamado de PPP, e a seguir você verá como montá-lo. Acompanhe!

O que é o Projeto Político-Pedagógico?

Como citamos brevemente na introdução deste texto, o Projeto Político-Pedagógico é um documento responsável por reunir as diretrizes, valores, objetivos e metas em que a escola deve focar ao longo do ano letivo. 

O PPP deve ser detalhado, e cada aspecto precisa ser explicado para que não haja ruídos na comunicação durante a execução do plano. A elaboração desse projeto está prevista pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN 9.394/96) e, portanto, é obrigatória em todas as instituições de ensino do país.

A falta desse documento pode resultar em falhas na educação, fato que prejudica todos os envolvidos, principalmente os estudantes. Mas não são apenas os alunos que sofrem com a ausência de um plano de ação; os professores também enfrentam dificuldades, já que não contam com uma orientação oficial em relação às expectativas educacionais para o seu trabalho.

Como montar o Projeto Político-Pedagógico?

Não é um documento simples de ser elaborado, portanto é preciso tempo, atenção e cuidado para planejá-lo. Sendo assim, não deixe para reunir a sua equipe pedagógica e discutir sobre o PPP às vésperas do início do ano letivo. Faça-o com calma e antecedência, e escute todas as opiniões e contribuições.

Agora veja alguns pontos que precisam fazer parte do seu planejamento!

As diretrizes da escola

As diretrizes são aquelas questões mais técnicas sobre a maneira como todo o processo de aprendizado dos estudantes será desenvolvido. É preciso definir a didática, os recursos, os objetivos centrais e os secundários. 

Isso deve se basear em informações de anos anteriores para que se perceba aquilo que deu certo e o que não deu. Assim será possível fazer adaptações a fim de tentar encontrar as melhores diretrizes para a realidade da escola.

A missão da instituição

De forma geral, todo tipo de instituição com fins comerciais tem as suas missões, independentemente do segmento, e no ramo do ensino não é diferente. Com as correrias do dia a dia, a sua escola pode acabar se afastando um pouco daquilo que foi definido como missão, por isso é preciso deixar os objetivos em evidência e recuperar o que foi esquecido pelo caminho.

Projeto atualizado

No mundo de hoje, as coisas se atualizam com muito mais rapidez do que no passado, e isso também acontece na educação. Existem, por exemplo, novas plataformas de aprendizado, o uso consciente da internet para a prática estudantil, novas didáticas, discussões sociais relevantes para serem levadas para dentro de sala de aula etc. 

O Projeto Político-Pedagógico precisa conversar com as modernidades, tecnologias e assuntos diversos para ajudar a formar cidadãos conscientes do mundo em que vivem e capazes de se engajarem na sociedade.

Documento aberto aos pais e responsáveis

É importante ressaltar que o Projeto Político-Pedagógico não deve ser mantido a sete chaves e ser um segredo exclusivo dos mantenedores, pedagogos e professores. As informações contidas no documento são de interesse dos pais e responsáveis, afinal, é onde constam dados muito importantes sobre a educação dos filhos deles.

Por isso, tenha com eles um canal de comunicação que seja rápido e efetivo, para que possam consultar esse documento, caso tenham dúvidas ou queiram apenas revisar o que foi colocado como meta, objetivo, diretriz e missão da escola.

Conclusão

O PPP é o fio que conduz o comportamento, as ações e as abordagens de seu corpo pedagógico e dos alunos em todo o ano letivo, portanto não deve ser ignorado ou feito às pressas. A sua escola tem o dever de se manter atualizada para oferecer um ensino adequado aos dias atuais.

Se você gostou deste conteúdo, não deixe de visitar o blog do COC para conferir outros materiais.

3 dicas para escolher um sistema de ensino para a sua escola

Qual a diferença entre "multidisciplinar" e "interdisciplinar"?