O esporte é fundamental para o desenvolvimento físico e pessoal dos jovens e, por isso, o seu incentivo precisa ser uma preocupação de toda a sociedade. A escola possui um importante papel ao promover a prática desportiva como disciplina curricular. Porém, por mais que os esportes sejam atrativos, manter o engajamento dos alunos durante as aulas é uma tarefa difícil e que precisa de atenção também da coordenação. Para te ajudar, há algumas práticas que podem ser adotadas, a fim de motivar ainda mais os estudantes nas aulas de Educação Física.

Alinhamento entre professores e direção

A motivação dos alunos passa diretamente pelo professor, responsável por ajudar as crianças e adolescentes a enxergarem as aulas de educação física como parte importante da rotina escolar. É vital que esses profissionais estejam alinhados com as estratégias de ensino propostas pela direção. Ambos devem convergir para uma mesma metodologia adotada, a fim de aproveitar ao máximo o espaço e os recursos da instituição para intuitos esportivos.

Propostas diferentes para as idades

É preciso que as pautas metodológicas sejam discutidas a fim de levar em conta cada período escolar, buscando alternativas diversas que aproveitem as particularidades de cada fase do desenvolvimento do aluno.

Promover eventos esportivos

O estímulo à prática esportiva não deve se restringir somente às horas de aula, mas também pode existir por meio da promoção de eventos regulares, como torneios internos e gincanas. Não é necessário focar apenas na competitividade: procure investir também em palestras, simpósios e rodas de conversa que tenham saúde e esporte como assuntos principais. A criação de um ambiente escolar preocupado com essas questões também estimula o envolvimento dos alunos com o tema.

Despertar o gosto pelo esporte

Em uma sala de aula, há alunos com predisposição a se exercitarem, enquanto outros já não são tão favoráveis. Cabe ao professor aproveitar o potencial dos alunos que se encaixam no primeiro caso e implantar propostas pedagógicas que procurem alterar o quadro dos alunos com o segundo perfil. O gosto pela prática desportiva pode ser ensinado através dos esforços conjuntos de educadores e coordenação.

Diversificar o repertório

Há uma pluralidade de esportes que os alunos podem ser incentivados a praticar. Focar em apenas um ou dois esportes exclui aqueles que não possuem aptidão para eles. Quando o professor oferece a oportunidade de os alunos conhecerem outras práticas, como o atletismo, por exemplo, abre possibilidades para os outros alunos se interessarem. Por isso, é essencial que as aulas sejam focadas em trazer um panorama maior dos esportes, trabalhando com o máximo de práticas esportivas possível, de acordo com as dependências da escola e das propostas pedagógicas da instituição.

Atenção especial aos alunos do ensino médio

O interesse nas aulas de educação física tende a cair com o passar dos anos. Devido a diversas questões escolares e pessoais, os alunos que estão mais perto dos vestibulares não veem essas aulas como prioridade. Nesse sentido, há a necessidade de investir em alternativas que trabalhem a prática esportiva como algo essencial ao bom funcionamento do corpo e da mente.

A criação de um modelo escolar que leve em conta a promoção da saúde ajuda a promover o bem-estar dos alunos, tornando todo o ambiente mais agradável. Quer ver mais dicas como essas? Aqui no blog do COC, é possível encontrar outros posts semelhantes para te ajudar a gerir a sua escola.

Como estabelecer um relacionamento saudável com os pais e alunos da sua escola

Como fazer seus alunos se sentirem mais acolhidos na sua escola

Aqui estudar é poder!

O COC se preocupa com o desenvolvimento dos alunos e o crescimento da sua unidade. Aqui estudar é poder realizar! Clique aqui e saiba mais.