O monitoramento e até o controle do uso dos smartphones em sala de aula é um tópico bastante discutido pelos educadores e diretores. Alguns argumentam que o aparelho pode ter seus benefícios se usado corretamente, mas outros defendem que, com os smartphones, os alunos correm o risco de se distraírem  dentro da sala de aula e, assim, eles poderiam fazer o rendimento dos estudantes cair. O que pode ser feito para evitar futuros problemas? O COC apresenta algumas alternativas para isso. Confira:

Combine as regras com os alunos

Proibir o uso dos celulares em sala de aula pode ter resultados contrários ao esperado, fazendo com que os alunos se desafiem a quebrar as regras com mais frequência. Se não há como reprimir o uso da tecnologia, é possível limitá-lo. Explique que você autoriza a utilização do celular em determinados momentos previamente estabelecidos, contanto que eles prestem atenção ao conteúdo explicado.

Entenda por que eles usam o celular

Fique por dentro dos principais aplicativos e redes sociais que os  adolescentes estão utilizando no momento. Utilize as particularidades dessas tecnologias para criar cenários que possam ser implementados em sala de aula, criando uma interação maior com os alunos. Por exemplo, se o Facebook é muito usado, peça uma atividade em que os alunos imaginem como seria o perfil de alguma figura histórica, como Machado de Assis, na rede social.

Divulgue projetos

Crie junto de seus alunos uma conta pública ou privada em uma rede social onde possam divulgar os projetos escolares que eles têm feito. Um aplicativo como o Instagram permite que fotos dos projetos com suas descrições sejam divulgadas de forma simples e rápida. Dessa forma, eles poderão receber feedback de colegas e da comunidade, além de mostrar o quanto eles aprendem em sala.

Interaja com a matéria

Os professores também podem fazer uso dos aparelhos como uma ponte entre o conteúdo que está sendo ensinado e o entretenimento que esses alunos buscam nos smartphones. O educador pode separar a classe em grupos e fornecer um questionário sobre o conteúdo, que deve ser respondido por meio dos celulares, e os alunos  podem usar o smartphone para procurar as respostas.

Inclua os alunos mais tímidos

A participação em classe pode até aumentar se o educador criar um espaço para que também os alunos tímidos demais participem. Isso pode ocorrer por meio de uma conta no Twitter da sala, por exemplo, em que os alunos podem enviar perguntas com as dúvidas e o professor pode respondê-las no final das aulas.  Embora a timidez possa ser trabalhada, esses alunos poderão se sentir mais confortáveis e, ainda sim, contribuirão com informação para a matéria.

Evite a distração dos estudantes com a ação certa na hora de estimular os alunos a serem mais participativos nas aulas. Implemente as dicas dadas aqui e você os verá enriquecendo a sala de aula com as opiniões deles. Quem sabe eles não façam mais perguntas que podem iniciar discussões muito intrigantes? Basta tentar!

Aqui estudar é poder!

O COC se preocupa com o desenvolvimento dos seus filhos. Aqui estudar é poder realizar! Acompanhe as notícias em nosso blog e aproveite todos os benefícios que o sistema COC de ensino pode trazer para a sua família. Saiba mais aqui!