A sociedade passa por transformações significativas, e a tecnologia ocupa, cada vez mais, um lugar de destaque entre nós. Mesmo assim, questões como relações pessoais, o gerenciamento da nossa rotina e a forma como interagimos com o meio em que vivemos são presenças constantes nas conversas e debates sobre os rumos da nossa existência. 

É nítido que houve uma mudança na forma como os estudantes pensam e lidam com o processo de aprendizagem, fato que faz com que as escolas tenham que se adequar e se atualizar para trazer os jovens e as crianças para perto da comunidade.

Dessa forma, nota-se que as instituições precisam criar um ambiente acolhedor para poder se aproximar de seus estudantes e cumprir o seu papel. No texto de hoje, vamos aprender algumas dicas para fazer isso da melhor forma. Confira!

1 - Invista no diálogo

Os alunos da nova geração encontram na internet um espaço para dar voz aos seus pensamentos, por isso tendem a ser pessoas mais abertas e interessadas nos diálogos. A escola tem um papel importante relacionado a essa habilidade comunicativa, já que pode ajudá-los no desenvolvimento da capacidade de debater, falar, criar linhas de raciocínio e respeitar ideias contrárias.

Mas, além disso, as instituições precisam entender que eles querem ser ouvidos. Isso quer dizer que o modelo de ensino que vigorou durante anos nas salas de aula está com os dias contados. Os alunos buscam trocar experiências com os professores, e não apenas ouvir calados o que os docentes têm a falar. Em um ambiente acolhedor, os educadores são tutores dispostos a ouvir e orientar as crianças e os adolescentes no processo de aprendizagem.

Essa mudança de atitude contribui para que a instituição seja vista como flexível e acolhedora pelos alunos. Um lugar onde eles podem se expressar e aprender, respeitando as regras de convivência, percebendo a escola como aliada ao seu desenvolvimento.

2 - Faça mudanças físicas na escola

É preciso também pensar no ambiente físico da sua escola, nas salas de aula, nos corredores e demais áreas para transformá-las em locais acolhedores. Cuidar dos espaços em que os alunos transitam pode produzir um efeito inconsciente neles, mas que faz toda a diferença para que se sintam acolhidos.

Imagine uma sala de aula toda pintada de branco, sem nenhuma decoração, apenas com a lousa, e as cadeiras e mesas de alunos e do professor dispostas em fileiras. Durante as aulas, é muito provável que os estudantes se distraiam com a monotonia do lugar. A longo prazo, eles criam uma barreira negativa com a ideia de frequentar a escola, pois associam o local pouco atraente a momentos desinteressantes.

Por isso, criar espaços mais confortáveis, com cores mais atraentes e decorações mais receptivas, contribui com a proposta de aproximar os alunos da escola.

3 - Envolva toda a comunidade escolar

Esse trabalho de acolhimento não deve ser feito apenas pelos professores e para os alunos, é preciso envolver toda a comunidade escolar nesse processo. Afinal, diretores, coordenadores, pedagogos, psicólogos, professores, alunos, monitores e os outros colaboradores também circulam pela escola, e todos merecem um ambiente agradável para trabalhar.

Sendo assim, é importante que se discuta novas formas de transformar a escola em um local cortês para todos. Pedir a opinião e as sugestões de todos os envolvidos nesse processo é também uma forma de engajar e de dar a chance a todos de se manifestarem. Essa atitude contribui para criar a sensação de pertencimento nos profissionais que trabalham na instituição.

4 - Vá além do ensino comum

Com a mudança comportamental dos alunos, citada na introdução deste artigo, é fácil perceber que a escola se tornou um ambiente mais plural. Portanto, o aprendizado não deve ser limitado apenas às disciplinas que compõem a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

É preciso ir além e discutir temas sociais relevantes, o que fará com que os estudantes criem suas próprias visões de mundo e sejam empáticos com as questões que os cercam. Por isso, ter um espaço para ensinar assuntos como ética, valores, economia, primeiros socorros etc. se faz importante para a formação completa.

Acolher é também se colocar à disposição para discutir e ouvir o que os alunos pensam a respeito do que eles veem no dia a dia. Ter um posicionamento fechado e sem brechas para o diálogo só reforça uma imagem de imposição, pela qual os jovens não se sentem atraídos.

Conclusão

O processo para tornar a sua escola mais acolhedora necessita de planejamento e compromisso de todos. Por isso, ouça o que seus colaboradores têm a dizer, elabore um plano de ação e prepare-se para ter os estudantes mais próximos da instituição.

Quer ver mais artigos como este que acabou de ler? Então vá até o blog do COC e confira!