As competências e habilidades do século 21 são temas recorrentes quando o assunto é o desenvolvimento e crescimento das crianças. Tanto os pais quanto os educadores devem pensar no futuro dos filhos e alunos desde cedo. Por isso, é importante planejar o ensino da sua escola para que ele apresente aos alunos e os auxilie a desenvolver as principais habilidades para se viver em sociedade e ter sucesso nos âmbitos pessoal e profissional da vida.

As habilidades estão reunidas em três tipos de competência: cognitiva, interpessoal e intrapessoal. Ao todo, é importante o desenvolvimento de 30 habilidades ao longo da vida escolar dos alunos da sua escola. Isso pode ser feito em sala de aula, em conversas e com dinâmicas e atividades lúdicas, desde a tarefa mais simples até a mais elaborada. 

Quer saber quais são as principais habilidades do século 21 para serem desenvolvidas na sua escola? Acompanhe o texto a seguir e confira!

As competências e habilidades do século 21

Existem três grupos de competências que reúnem diversas habilidades importantes a serem trabalhadas para que os alunos da sua escola as desenvolvam para o século 21. Como dito, as competências são divididas em: intrapessoal, interpessoal e cognitiva. Saiba mais sobre elas abaixo e quais são as habilidades que fazem parte de cada uma!

Intrapessoal: a competência intrapessoal, também conhecida como inteligência emocional, tem relação com o reconhecimento e a compreensão das próprias emoções e comportamentos, além da capacidade de desenvolver o controle emocional e o autoconhecimento. As habilidades intrapessoais que podem ser trabalhadas na vida escolar dos seus alunos são:

- Cidadania;

- Valorização da arte e da cultura;

- Profissionalismo e ética;

- Responsabilidade;

- Flexibilidade;

- Produtividade;

- Consciência;

- Determinação;

- Aprendizado contínuo;

- Saúde física e psicológica;

- Orientação para a carreira;

- Autocuidado;

- Interesse intelectual e curiosidade.

Interpessoal: a competência interpessoal foca no mundo externo e envolve a capacidade que as pessoas têm de interpretar o ambiente em que cada uma está, além das pessoas que estão ao seu redor. As habilidades dessa competência também ajudam a responder aos estímulos que são recebidos, entender outras culturas e opiniões, ter empatia e comunicar-se facilmente. 

Por isso, é interessante a sua escola criar clubes, principalmente aqueles que envolvem artes e debates, para que os alunos possam demonstrar e descobrir novos interesses. Confira as habilidades interpessoais que podem ser desenvolvidas:

- Negociação;

- Comunicação assertiva;

- Empatia;

- Trabalho em equipe e cooperação;

- Resolução de conflitos;

- Responsabilidade;

- Valorização da diversidade;

- Confiança e adaptabilidade.

Cognitiva: as habilidades que fazem parte da competência cognitiva - ou aprendizagem cognitiva -, envolvem diversas formas de aprendizado e são habilidades desenvolvidas diariamente na sala de aula da sua escola, como a criatividade e o pensamento crítico. Veja outras que fazem parte da cognição dos alunos:

- Pensamento crítico;

- Poder de tomada de decisão;

- Resolução de problemas;

- Comunicação;

- Argumentação e análise;

- Interpretação;

- Habilidade de escutar;

- Criatividade e inovação;

- Adaptação e execução de diferentes funções.

E como desenvolver as habilidades do século 21 na escola? 

Saiba como os educadores da sua escola podem auxiliar no desenvolvimento das habilidades do século 21 que foram apresentadas acima em sala de aula:

Explore assuntos e interesses: apresente temas que as crianças querem e devem conhecer, principalmente aqueles de que elas gostam e pelos quais demonstram interesse. Dessa forma, é possível incentivar a curiosidade, a criatividade e até o relacionamento entre os alunos.

Deixe os alunos mais independentes: os educadores podem encorajar os seus alunos a resolver os próprios conflitos e a encontrar soluções para os problemas. Incentive o raciocínio e a observação do ponto de vista do outro e, claro, reforce que eles conseguem fazer as coisas sozinhos!

Compreendendo os sentimentos: para trabalhar a inteligência emocional e o autoconhecimento dos seus alunos, uma dica é nomear as emoções e os sentimentos. Isso porque as crianças não sabem muito bem como definir o que estão sentindo, por isso é importante que os educadores as orientem sobre como expressar o que sentem e como falar sobre isso. Isso também pode ser feito ao reconhecer o que os colegas de sala estão sentindo, desenvolvendo também a empatia. 

Mostre a importância do coletivo: converse com os alunos sobre os motivos para ajudar os outros e explique a importância dessas atitudes. Para isso, os educadores podem organizar dinâmicas em que os estudantes apoiam uns aos outros, e também é possível pedir ajuda na organização da sala.

Na escola, é fundamental haver práticas em que as habilidades do século 21 possam ser ensinadas e desenvolvidas, além da apresentação de exemplos que acontecem no dia a dia . É importante orientar a sua equipe pedagógica e acompanhar o aprendizado dos alunos para formar adultos que viverão bem em sociedade e passarão os ensinamentos para frente.

Acompanhe o blog do COC e confira outros artigos para o desenvolvimento dos alunos da sua escola:

Qual a diferença entre "multidisciplinar" e "interdisciplinar"?

A importância do letramento digital para seus alunos