O estudo de história pode ser bem mais dinâmico do que apenas ler os livros indicados para o ensino médio. É possível aprender sobre os momentos históricos mais relevantes para os vestibulares de várias outras formas, como assistindo a filmes ou até mesmo viajando. Nesse sentido, há uma série de cidades que apresentam  marcas importantes do passado, seja em sua arquitetura e suas paisagens, seja em museus ou mesmo pontos turísticos.

Berlim - Alemanha

A história da capital alemã é marcada por eventos importantes,  sobretudo para a história do século 20. A chamada Ilha dos Museus, por exemplo, conhecida por abrigar 5 dos museus mais importantes da cidade, corresponde também ao local onde Hitler fez seus principais discursos durante o regime nazista. Já o Memorial aos Judeus Mortos na Europa é um memorial dedicado às vítimas do Holocausto durante a Segunda Guerra Mundial.

Além disso, Berlim pode ajudar a vivenciar um pouco do clima da Guerra Fria. Pedaços do muro de Berlim ainda resistem, constituindo uma espécie de museu a céu aberto. Locais como o Checkpoint Charlie, posto militar que ficava entre a Alemanha Oriental e a Alemanha Ocidental, mostram um pouco da dinâmica de um país dividido entre socialismo e capitalismo. Por mais que a cidade tenha sido reconstruída e unificada, ainda é possível caminhar por bairros onde a própria arquitetura reflete os setores orientais e ocidentais.

Roma - Itália

Roma é o berço de civilizações fundamentais para o estudo da história ocidental. A cidade oferece uma rica visualização dos principais elementos  que constituíram toda a grandeza do Império Romano, comoo Coliseu, arena palco das lutas entre gladiadores, que divertiram a população nos períodos áureos da política do pão e circo.

É possível encontrar outros pontos turísticos que ainda mantêm os resquícios da Idade Antiga e da época dos imperadores, como o Fórum Romano, o Arco de Constantino e o Panteão. Em Roma, a arte italiana é apresentada por meio da arquitetura, por obras espalhadas por diversos museus e Igrejas e até mesmo pode ser vista pelas ruas da cidade. Na região, temos ainda o Vaticano, centro do catolicismo, religião com importância histórica para a sociedade ocidental.

Atenas - Grécia

Tal qual o Império Romano, a civilização grega é essencial para a compreensão da civilização ocidental e, por isso, é um tema recorrente nos vestibulares. A cidade de Atenas carrega marcas de uma época que moldou as concepções ocidentais, principalmente em relação à política e à filosofia. Pontos turísticos como a Acrópole de Atenas, complexo que funcionou desde fortificação militar e centro político a santuário religioso, o Museu da Acrópole e a Antiga Ágora contam a história do povo grego e sua relação com o conceito de democracia, por exemplo, tão importante para o funcionamento de suas instituições de poder.

Locais como o Partenon, o Estádio Panatenáico e o Templo de Hefesto (monumento antigo mais bem preservado do mundo) trazem consigo os registros da cultura, arte e da arquitetura Grega, que foram utilizadas em outros países mundo afora e também retomadas em outros momentos históricos, como o Renascimento. Além disso, caminhando pela cidade podemos aproveitar passeios guiados, que ajudam a traçar um panorama do nascimento da filosofia e seus principais expoentes.

Paris - França

Além de todo o charme da Cidade Luz e de pontos turísticos famosos, como a Torre Eiffel, Paris é um importante local para ajudar a contar a história da França e da Europa como um todo. O Museu do Louvre dispõe de obras marcantes, como a Mona Lisa, de Da Vinci, e A Liberdade Guiando o Povo, de Eugène Delacroix, símbolo da Revolução Francesa. Outros museus e locais históricos pela cidade, inclusive, narram os episódios sangrentos dessa Revolução, que serviu de inspiração para outras repúblicas mundo afora, como a Praça da Concórdia, onde os prisioneiros políticos eram guilhotinados.

Ainda no Louvre, é possível encontrar desde coleções de arte Egípcia, Babilônica (onde se destaca o Código de Hamurabi), Grega, Etrusca e Romana até antiguidades orientais e esculturas gregas, francesas e italianas, como as obras de Antônio Canova e a Vênus de Milo, cujo autor é desconhecido.

Já a cerca de 40 km da capital parisiense encontra-se o Palácio de Versalhes, residência dos principais monarcas que governaram a França e um dos grandes símbolos do absolutismo. Caminhando pelas centenas de cômodos da casa real, pode-se entrar em contato com as características da monarquia francesa e descobrir  um pouco do poder dos reis.

Kiev - Ucrânia

À primeira vista, pode parecer inusitado a capital ucraniana figurar na lista de principais cidades a serem visitadas com intuito de aprender história. Porém, Kiev, além de uma das cidades mais antigas da Europa Oridental, carrega muitas marcas de conflitos e momentos históricos que ocorreram no século 20.

Primeiro, foi rota de comércio entre Europa e Oriente. Em seguida, a cidade foi um dos principais centros para a União Soviética após a Revolução Russa.Durante a Segunda Guerra Mundial, Kiev  se viu ocupada pelas tropas nazistas alemãs. Depois, foi novamente uma capital importante para a União Soviética, agora durante a Guerra Fria. Somente em 1991 a Ucrânia declarou sua independência. Hoje, a Praça da Independência é o símbolo de liberdade e palco de manifestações no país.

Próximo a Kiev encontra-se a famosa região de Chernobyl, onde ocorreu um dos maiores desastres nucleares registrados na história. O vazamento de material radioativo na Usina de Chernobyl e a contaminação de milhares de pessoas trouxeram muitas discussões sobre a produção de energia nuclear e seus riscos para a sociedade. Atualmente, até é possível visitar certos locais na cidade de Chernobyl, há 15 km da Usina, mas é necessário fazer parte de um tour guiado com uma agência credenciada, que tenha permissão do governo da Ucrânia para levar turistas até o local. Em Kiev, o Museu Nacional de Chernobyl reconta a tragédia por meio de objetos e fotos.

Cairo - Egito

O Egito guarda a memória  de uma civilização fascinante, com milhares de anos de história. Viajar até a cidade do Cairo, a maior cidade do Egito e também da África, é embarcar no estudo das organizações de poder que cercavam a figura dos faraós. Além disso, traz o privilégio de conhecer obras arquitetônicas incríveis, que estimulam  muitas teorias sobre a sua construção .

Próximo à capital egípcia encontram-se as pirâmides de Gizé, estruturas construídas como tumba reais e que consistem em três complexos piramidais: Quéops (também conhecida como a Grande Pirâmide), Quéfren e Miquerinos.. Próximo às pirâmides ainda está a Grande Esfinge de Gizé, a mais antiga escultura monumental conhecida.  

Machu Picchu - Peru

Perto da capital, Cuzco encontra-se Machu Picchu, um dos principais e mais enigmáticos sítios incas, uma das civilizações pré-colombianas da América do Sul. A cidade aos pés da montanha só foi declarada descoberta no ano de 1911 e, atualmente, só pode ser visitada com o auxílio de guias turísticos autorizados.

As ruínas de pedra ao redor das montanhas oferecem uma vista difícil de se encontrar por aí. O simbolismo de templos religiosos e outros locais, como a Porta do Sol, ajudam a criar o cenário de misticismo que envolve a civilização inca. Campos preparados para agricultura e a Escadaria das Fontes, obra produzida para ajudar no abastecimento de água da região, auxiliam a elucidar as tecnologias utilizadas pela sociedade Andina. Atualmente, o local é patrimônio mundial da Unesco.

Ouro Preto - Brasil

A última cidade da nossa lista está aqui no Brasil, mais precisamente no estado de Minas Gerais. O município de Ouro Preto preserva as marcas arquitetônicas do período colonial brasileiro e, por isso, é considerada um museu a céu aberto. Junto dela está Mariana, Diamantina e outras cidades da região, que compõem o importante polo de extração de ouro do Brasil Colônia. Além disso, a cidade foi berço do movimento conhecido como Inconfidência Mineira.

Assim, as ruas de Ouro Preto ajudam a contar um pouco da história do Brasil através do tempo, por meio de seu rico acervo cultural com obras de arte, como as de Aleijadinho e Mestre Ataíde, igrejas barrocas, sua  arquitetura colonial e casas tradicionais.

E então, em qual dessas cidades você já esteve? Conte para a gente nos comentários ;)

Aqui estudar é poder!

Seu sonho é estudar em uma boa universidade? Venha para o COC! Aqui estudar é poder realizar. Acompanhe as notícias em nosso blog e aproveite todos os benefícios que o sistema COC de ensino pode trazer para os seus estudos. Saiba mais aqui!