Se você pegar um calendário qualquer, poderá notar certos desenhos que representam as famosas fases da Lua. Há muito tempo as pessoas ouvem esse conceito, mas será que você sabe como ele realmente funciona? No post de hoje, nós vamos explicar um pouco melhor porque essa divisão em períodos lunares acontece, além de falar um pouco mais sobre esse satélite natural tão importante para o nosso planeta!

A Lua

A Lua é o satélite natural da Terra, e está localizada a cerca de 384.400 km do nosso planeta. Com o seu diâmetro medindo por volta de 3 mil quilômetros, possui 1/80 da massa total terrestre. Sua superfície é de formação rochosa, com crateras geradas ao longo de milhões de anos. Em sua atmosfera não são encontrados gases como nitrogênio e oxigênio, nem elementos como a água.

A Terra exerce uma força gravitacional sobre a Lua, puxando-a para a sua órbita. O mesmo acontece em relação à superfície terrestre. Devido à proximidade entre os dois corpos, as partes líquidas do nosso planeta, sobretudo as águas, sofrem forte influência da gravidade lunar, criando o que é conhecido nos mares como maré. Em épocas em que a lua está mais próxima, da Terra, as marés ficam altas; já durante a parte do ciclo lunar em que há uma maior distância, as marés se mantêm baixas.

The dark side of the moon?

Imagem: Representação da capa do álbum The Dark Side of the Moon, da banda inglesa Pink Floyd. A tradução do título é o lado escuro da lua.

A lua não é um objeto luminoso, mas sim um corpo iluminado. Isso significa que ela não produz luz própria, mas a sua iluminação provém dos raios do sol.

O tempo que a lua leva para girar em torno do seu próprio eixo é o mesmo que ela gasta para contornar a Terra. Graças a essa rotação sincronizada, nós conseguimos enxergar apenas um lado de sua superfície, e o outro permanece sem iluminação, sendo chamado de o lado escuro da lua. Muitas lendas foram criadas em torno disso, mas o que a ciência acredita é que essa parte seja rochosa e cheia de crateras, igual a todo o resto.

Ciclo lunar

Ao girar em torno da Terra, a Lua desloca-se no sentido leste em relação ao sol. Isso modifica a incidência de raios solares que a superfície recebe, alterando também a maneira como nós a enxergamos a partir dos hemisférios terrestres. Durante esse caminho de rotação, ela passa por quatro estágios diferentes, conhecidos como fases da lua.

É importante ressaltar que a Lua não orbita a Terra de maneira totalmente plana, como uma esfera girando sobre a mesa. Na verdade, ela possui uma inclinação que varia entre 19,4°e 28,7° em relação à linha do Equador.

Para entender o ciclo completo da Lua, devemos entender dois conceitos importantes. O primeiro é chamado de mês sideral, e se refere ao tempo que a lua demora para dar uma volta completa na Terra, o que leva por volta de 27,3 dias. O segundo é conhecido como mês sinódico, lunação ou apenas ciclo lunar. Ele corresponde ao intervalo entre duas fases iguais e possui a duração de 29,5 dias. Essa pequena diferença acontece porque à medida que a lua se desloca para leste, o sol também o faz em aproximadamente 27°. Isso exige que ela gaste mais dois dias para chegar novamente ao ponto 0 de incidência solar.

Devido aos fator de rotação sincronizada à da Terra e à sua constituição enquanto objeto iluminado, podemos dizer que a face da lua que vemos é a parte que está recebendo a luz do sol. Durante o ciclo, com a variação da posição em relação ao astro, a superfície lunar é iluminada pela incidência solar por ângulos diferentes, o que constitui quatro fases distintas. Veja:

Lua nova

É a fase 0, quando a lua está na mesma direção do sol, ambos nascendo e se pondo no mesmo horário (geralmente às 6h e às 18h). Assim, a face visível da superfície lunar que enxergamos não recebe incidência solar.

Lua em quarto crescente

Durante o movimento crescente, a lua se afasta para o leste, deixando a face oeste iluminada pelos raios do sol. Na fase em quarto crescente ela já está a um ângulo de 90° em relação ao sol, com a face convexa oeste voltada a para a Terra. Costuma nascer ao meio-dia e se pôr meia-noite.

Lua cheia

Nessa fase, o sol e a lua estão em direções opostas, formando um ângulo de 180°. Com isso, toda a face visível está iluminada pelos raios solares. Durante o período, ela nasce por volta das 18h e se põe às 6h.

Lua em quarto minguante

Durante esse período a lua está a oeste do sol, que ilumina seu lado leste. Ela está no movimento de voltar para a posição 0, conhecido como decrescente ou minguante. Costuma nascer à meia-noite e se pôr completamente ao meio-dia.

Eclipses

Essa série de movimentos que envolvem os astros e corpos celestes geram interessantes fenômenos conhecidos como eclipses. O lunar acontece quando a Terra fica entre o Sol e a Lua, deixando-a em uma área de penumbra que a faz sumir completamente por algum tempo, visto que não recebe iluminação solar.

Já o eclipse solar acontece quando a Lua se posiciona entre o Sol e a Terra, impedindo a iluminação dos raios solares por algum tempo.

Quer mais dicas para mandar bem no Enem e nos principais vestibulares? Então continue acompanhando o nosso blog!

Como fazer um resumo eficiente

Os principais mitos sobre a Independência do Brasil

Baixe o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia de estudos. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!