Quando falamos em literatura brasileira, um dos nomes mais conhecidos é o de Clarice Lispector. Autora de livros, contos e poemas famosos, Clarice foi figura importante na “Geração de 45” e um dos maiores nomes da literatura do país. Ucraniana de nascimento, foi no Brasil que a autora criou suas raízes e publicou sua obra. Saiba mais sobre Clarice Lispector! 

Vida

Nascida na Ucrânia no dia 10 de dezembro de 1920, Haia Pinkhasovna Lispector chegou ao Brasil ainda pequena junto com seus pais, Pinkouss e Mania Lispector, fugindo da constante perseguição antissemita durante a Guerra Civil Russa. Em terras brasileiras, recebeu o nome de Clarice e, durante a infância e juventude, morou nas cidades de Maceió, Recife e Rio de Janeiro. 

Aluna dedicada, ela ingressou na Faculdade Nacional de Direito, no Rio de Janeiro, em 1939. Nesse período, também trabalhava como secretária e fazia traduções de textos científicos para revistas. Paralelamente, Clarice desenvolvia suas habilidades com a escrita e dedicou-se à literatura, publicando seu primeiro conto, intitulado Triunfo, no ano de 1940. No mesmo ano, Clarice escreveu vários outros contos e ingressou na Agência Nacional, do Departamento de Imprensa e Propaganda, como redatora e repórter. Com isso, ela passou a publicar na imprensa tanto textos jornalísticos quanto literários.

Três anos mais tarde, publicou seu primeiro livro, Perto do coração selvagem,escolhido romance do ano pela Fundação Graça Aranha. Também em 1943, casou-se com o diplomata Maury Gurgel Valente, seu colega de faculdade, e com ele teve dois filhos. Devido à profissão do marido, Clarice Lispector viveu nos Estados Unidos e em diversos países da Europa, onde continuou trabalhando em seus livros e contos. Em 1959, após se divorciar de Maury, a autora decidiu retornar ao Rio de Janeiro. Em solo brasileiro, ela publicou muitas obras, entre elas o livro de contos Laços de Família e o romance A Maçã no Escuro, em 1961. 

Clarice faleceu no dia 9 de dezembro de 1977, na véspera de seu 57º aniversário, vítima de câncer de ovário.

Obra

Clarice Lispector foi uma das mais importantes escritoras que fizeram parte da chamada "Geração de 45", grupo de artistas que atuaram no período de 1945 a 1980 e que tinham características da terceira geração do modernismo, também chamado de pós-modernismo. Esses escritores buscavam novas identidades e conceitos estéticos, linguísticos e temáticos para as obras produzidas no Brasil.

Lispector se destacou por contos e romances que retratavam o lado humano das questões cotidianas. Entre as obras mais famosas de Clarice, estão Perto do Coração Selvagem, de 1944, A Maçã no Escuro, de 1961, A Paixão Segundo G.H, de 1964, Felicidade Clandestina, de 1971 e A Hora da Estrela, de 1977, ano de sua morte.

Características de sua obra

Clarice Lispector valorizava o lado humano de seus personagens. A construção de cada um era intimista, dando espaço para mostrarem seus sentimentos mais verdadeiros, seus medos e suas frustrações. Geralmente, eles eram retratados como pessoas comuns e que não se adaptavam à vida cotidiana moderna. 

Além do aspecto melancólico, outra característica presente em suas obras é o momento no qual os personagens, em um processo de epifania, passam por grandes revelações e reconhecem a verdade sobre si ou sobre o ambiente que os cerca.

Clarice se destacava também pela escrita impecável e a grande habilidade na escolha das palavras. Ela não as escolhia ao acaso; eram pensadas para expressar com precisão o sentimento do personagem e de suas inquietudes.

A Hora da Estrela

Esse romance ganhou o coração dos fãs por ser a última obra de Clarice, lançada no ano de sua morte. Nela, a autora conta a história de Macabéa, uma moça de 19 anos, órfã que chega ao Rio de Janeiro em busca de uma nova vida após deixar suas origens alagoanas para trás. Na cidade grande, ela percebe que ninguém a enxerga como ela gostaria por ter um corpo franzino, pouco estudo e ser muito inocente.

Mesmo se sentindo um peixe fora d'água, ela vive um romance com Olímpico, um rapaz ganancioso que trabalha em uma metalúrgica. O namoro dos dois chega ao fim quando Olímpico se aproxima de Glória, sua colega de trabalho, que tinha uma vida mais confortável que Macabéa.

Buscando um futuro diferente, Macabéa decide visitar uma cartomante, que a engana dizendo que ela teria muita sorte daquele dia em diante. Porém, quando ela atravessa a rua, é atropelada. Nesse momento, em que todos que estão na rua se aglomeram para ver o que aconteceu, eles finalmente enxergam Macabéa. Entretanto, ela apenas se torna estrela, ou seja, o centro das atenções, na hora de sua morte.

Os contos e romances de Clarice Lispector são ótimas opções de leitura para quem gosta de obras que fazem refletir sobre as questões que envolvem o mundo moderno! Além disso, suas obras costumam ser cobradas nos exames e vestibulares. Por isso, fique atento!

Gostou de conhecer um pouco mais sobre esta importante autora da literatura brasileira? Confira outros textos do nosso blog!

7 características do romantismo que você precisa saber

Como acertar a concordância verbal

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!