Por vezes, quando falamos em química, uma das primeiras imagens que vêm à nossa cabeça é a representação de um átomo, igual a da figura aqui em cima, não é mesmo? Essas partículas microscópicas são as menores partes de uma matéria, portanto têm grande importância no estudo da origem de tudo que nos cerca. Para você entender melhor como o átomo é formado e quais são suas estruturas, preparamos este texto. Confira!

Átomos

Para entender o que são os elétrons, os íons, os cátions e os ânions, é necessário, primeiro, entender o que são os átomos. Eles são as menores unidades de uma matéria, formada por alguns elementos: elétrons (carga elétrica negativa), nêutrons (carga elétrica neutra) e prótons (carga elétrica positiva). Os prótons e nêutrons se localizam no centro do átomo, enquanto os elétrons giram ao redor do núcleo.

Elétrons

Os elétrons estão localizados em volta do núcleo atômico e têm carga negativa. Quando estão circulando na atmosfera do átomo, os elétrons são atraídos pelos prótons (carga positiva) e, com isso, geram uma movimentação entre cargas elétricas, chamada eletrização.

Íons

Íons são átomos que sofreram alguma eletrização, podendo ter ganhado ou perdido elétrons. Esse processo se chama ionização e pode resultar nos chamados cátions ou ânions. Cada elemento se ioniza ao entrar em contato com tipos diferentes de meios e outras substâncias.

Cátions

Durante o processo de ionização, o átomo que perde elétrons (negativos) e fica com mais prótons (positivos) é chamado de cátion. De modo geral, os elementos que mais se transformam em cátions são os metais alcalinos e alcalinos terrosos, localizados nas famílias 1A e 2A da tabela periódica. São exemplos desses metais:

Sódio (alcalino);

Lítio (alcalino);

Potássio (alcalino);

Rubídio (alcalino);

Césio (alcalino);

Frâncio (alcalino);

Berílio (alcalino terroso);

Cálcio (alcalino terroso);

Magnésio (alcalino terroso);

Estrôncio (alcalino terroso);

Rádio (alcalino terroso);

Bário (alcalino terroso).

Ânions

Os ânions são partículas que recebem mais elétrons (negativos) durante o processo de ionização, ficando, assim, com mais carga negativa do que positiva (prótons). Alguns elementos têm mais facilidade em perder carga elétrica positiva. Eles são classificados como família do nitrogênio, dos calcogênios e dos halogênios, encontrados nas colunas 5A, 6A e 7A, respectivamente, na tabela periódica. Conheça quais são eles: 

Nitrogênio (família do nitrogênio);

Fósforo (família do nitrogênio);

Arsénio (família do nitrogênio);

Antimônio (família do nitrogênio);

Bismuto (família do nitrogênio);

Ununpêntio (família do nitrogênio);

Enxofre (calcogênio);

Oxigênio (calcogênio);

Selênio (calcogênio);

Telúrio (calcogênio);

Polônio (calcogênio);

Livermório (calcogênio);

Cloro (halogênio);

Flúor (halogênio);

Bromo (halogênio);

Iodo (halogênio);

Astato (halogênio);

Ununséptio (halogênio).

Se você gostou deste conteúdo, veja outros textos sobre química que estão em nosso blog:

O que são reações endotérmicas e exotérmicas?

Nomenclatura de bases: todas as regras que você precisa saber

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!