Algumas das regras da língua portuguesa podem ser difíceis de memorizar. Uma regrinha que costuma causar confusão entre os estudantes é o uso da crase: um acento que tem funções muito específicas, mas que faz toda a diferença na formação das frases.

A Crase é uma palavra que vem do grego e significa fusão, ou seja, ela une duas vogais idênticas para evitarmos a repetição. Para te ajudar com isso, o COC separou algumas regras e exemplos de uso da crase, para ficar mais fácil entender tudo sobre essa acentuação. Bons estudos!

Preposição a + artigo definido a

A preposição é um conectivo entre duas palavras. Por exemplo: vou enviar algo a alguém. Aqui, a preposição é a palavra “a”.

Já os artigos são as palavras que indicam o gênero e número do substantivo. Por exemplo: A jovem Ana enviou algo a alguém. Aqui, o primeiro “a” da oração indica que “jovem Ana” é uma única pessoa de gênero feminino.

Quando a preposição “a” e os artigos definidos “a” ou “as” ocorrem juntos em uma frase , aparece o uso da crase. Por exemplo:

A jovem Ana enviou algo à sua amiga Luiza.

Preposição a + pronome demonstrativo aquele, aquela, aqueles, aquelas ou aquilo

Como vimos anteriormente, a preposição é um conectivo. Já o pronome demonstrativo é uma palavra que indica quantidade, gênero e proximidade. É usado para se referir a algo. Apesar de existirem vários pronomes demonstrativos, a crase só é usada com as palavras “aquele”, “aquela”, “aqueles”, “aquelas” e “aquilo”. Veja o exemplo:

Não dei muita atenção àqueles exemplos.

Preposição a + pronome relativo a qual e as quais

O pronome relativo é usado para falarmos de algo que já foi citado anteriormente. Por isso, quando são usados os pronomes relativos iniciados com “a”, ocorre a união. Veja:

Não entendi as regras às quais você se refere.

Outras dicas:

- Quando a oração exige preposição + artigo, tente passar a palavra seguinte para o masculino e substituir por “ao”. Se a substituição funcionar, é porque há crase. Vamos tomar como exemplo a frase “preciso ir à loja”. Para ter certeza da existência da crase, substitua “loja” por “shopping”. Ela ficaria “preciso ir ao shopping”, então há crase!

- Lembre-se de que a crase só é usada diante de palavras femininas. Por exemplo, na frase “você é idêntica à sua irmã”, sabemos que “irmã” é uma palavra feminina.

- A crase sempre é usada em expressões que indicam horários. Por isso, o exemplo de frase “chegarei às 16 horas” leva crase.

Quando a crase é opcional

Existem duas situações em que a crase é opcional: diante de pronomes possessivos femininos no singular (a minha, a tua, a nossa) e antes de nomes femininos próprios. Nessas situações, você decide usar o acento gráfico ou não!

Fácil de entender agora, não é? Não deixe de praticar para não ter mais dúvidas em relação à crase! Acompanhe os conteúdos do blog do COC e aprenda cada vez mais.

AQUI ESTUDAR É PODER!

Seu sonho é estudar em uma boa universidade? Venha para o COC! Aqui estudar é poder realizar! Acompanhe as notícias em nosso blog e aproveite todos os benefícios que o sistema COC de ensino pode trazer para os seus estudos. Saiba mais aqui!