O Brasil celebra, no dia 22 de abril, a chegada dos portugueses às nossas terras, em 1500. Embora atualmente alguns historiadores não associem esse fato a um descobrimento em si, uma vez que os povos indígenas já viviam aqui, esse acontecimento foi fundamental para o início da criação de uma sociedade organizada em solo brasileiro. Vamos te contar neste texto um pouco mais sobre como aconteceu esse processo. Acompanhe!

Contexto da época

Portugal e o Reino de Castela (atual Espanha) estavam vivendo um período de busca por novos territórios, metais preciosos e especiarias, por isso lançavam-se ao mar com grandes navegações rumo ao desconhecido. Os portugueses já haviam tido um primeiro contato com a Índia em uma expedição comandada por Vasco da Gama, dois anos antes de chegarem ao Brasil, porém a dificuldade de criar relações com o povo local fez com que o resultado da viagem não fosse satisfatório.

Com isso, em 1500, foi montada em segredo mais uma expedição para as Índias, mas antes seria feito um desvio para o ocidente para comprovar a existência de terras ainda não exploradas, segundo a visão eurocêntrica da história. Dessa vez, a viagem foi comandada por Pedro Álvares Cabral, experiente navegador que aceitou cruzar o Oceano Atlântico levando treze embarcações e mais de mil homens.

Chegada ao Brasil

Após pouco mais de um mês de viagem, Pedro Álvares Cabral avistou terra firme. Sua tropa atracou no litoral sul de onde hoje é o estado da Bahia e lá iniciou o processo de incursão no território. Pero Vaz de Caminha escreveu uma carta destinada ao então rei de Portugal, Dom Manuel I, para contar que eles haviam encontrado um grande território e como havia sido o contato com o povo nativo. A carta foi levada por Gaspar Lemos, importante navegador da época, que auxiliou Pedro Álvares Cabral na travessia do Atlântico.

Contato com os nativos

Na carta de Pero Vaz de Caminha, é descrito que o contato com os índios foi feito dois dias após a chegada dos portugueses e que não foi violento. Logo se estabeleceu uma relação de troca de objetos entre eles, na prática conhecida como escambo, em que os portugueses davam coisas como espelhos, foices e facões, em troca de ouro e pau-brasil.

Os portugueses estranharam a ausência de vestes nos nativos e não encontraram imagens que remetessem a uma religião. Essas informações também foram descritas por Caminha em sua carta ao rei. Dias após chegarem à terra firme, foi realizada a primeira missa no novo solo, celebrada pelo Frei Henrique de Coimbra. Após a missa, a nova terra foi batizada de Ilha de Vera Cruz, pois imaginava-se que o território era apenas uma ilha. Porém, posteriormente, foi alterado para Terra de Vera Cruz.

Em 1511, o nome foi mudado mais uma vez, deixando de ser Terra de Vera Cruz e tornando-se Brasil, devido à grande quantidade da árvore pau-brasil que existia por aqui. A coroa portuguesa não teve interesse em explorar as novas terras logo de início. Foi apenas quando ingleses, holandeses e franceses chegaram aqui para explorar as riquezas que Portugal decidiu montar uma expedição com o intuito de tomar posse da terra, em 1530.

E aí, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no blog do COC? Acesse os nossos materiais e aprenda muito mais.

O que foi o Golpe Militar de 1964?

O que foi a Política do Café com Leite?