A imagem de capa deste post é um mapa com os quatro países que formam os Tigres Asiáticos.

Você já ouviu falar sobre os Tigres Asiáticos? Esse grupo de países se destaca no cenário internacional há algumas décadas, é considerado uma das grandes potências econômicas do oriente, e é dono de estratégias importantes para as nações que desejam fomentar sua economia. Neste post, nós te explicamos quais são esses países e como eles alcançaram tamanha relevância no cenário internacional. Confira. 

Quem são os Tigres Asiáticos?

O termo Tigres Asiáticos foi cunhado nos anos 80 e é usado para denominar o bloco econômico formado por quatro países do sudeste asiático: Taiwan, Coreia do Sul, Cingapura e a região administrativa de Hong Kong. Essas nações uniram um investimento de capital externo expressivo a políticas públicas nacionais inteligentes, aqueceram suas economias de maneira notável e se transformaram em uma referência no âmbito mundial.

Como esses países se transformaram em potências?

Para compreender a maneira como os Tigres Asiáticos alcançaram tal importância no cenário econômico mundial, é necessário primeiro relembrar o contexto histórico dessa transformação. Acompanhe.

Subdesenvolvimento

Até a década de 60, os países da região sudeste da Ásia eram conhecidos por seus baixos indicadores sociais e sua economia frágil, sendo muito dependentes de matérias-primas e bens de consumo importados de outras nações. No âmbito social, as taxas de analfabetismo entre a população eram grandes e os trabalhadores estavam submetidos a péssimas condições de trabalho: os salários eram extremamente baixos e as organizações sindicais eram inexistentes. De maneira geral, a indústria tinha como principal preocupação a busca por meios de produção rentáveis. 

Investimento externo

Aqui no blog, nós já contamos um pouco sobre o que foi a Guerra Fria. O conflito foi marcado pelo embate entre duas grandes potências mundiais após a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos e a União Soviética. Entretanto, a tensão não envolvia confrontos bélicos, mas sim a busca por hegemonia e referência político-social no mundo. 

Nesse contexto, ambas as nações começaram a buscar maneiras de influenciar outros países e torná-los seus aliados. Assim, o governo norte-americano começou a oferecer investimentos expressivos para alguns governos em troca de apoio. Os países asiáticos receberam uma grande quantidade de capital, que foi revertido para a sua industrialização e a solidificação do seu desenvolvimento econômico. 

Como consequência, ao longo das décadas de 80 e 90, a região do sudeste asiático despontou e começou a apresentar um dos maiores índices de crescimento do mundo. 

Quais as suas características econômicas?

Para o seu desenvolvimento, os Tigres Asiáticos adotaram um modelo econômico voltado à exportação. Também conhecida como “plataforma de exportação”, essa abordagem econômica é pautada no alto investimento na modernização dos produtos internos, permitindo que o países ganhem destaque pelo seu conhecimento técnico. 

As quatro nações optaram por abrir as portas do mercado nacional para o investimento estrangeiro - como mencionamos anteriormente - e adotaram medidas interessantes para fomentar a economia local e tornar as nações competitivas no âmbito internacional. Assim, Coréia do Sul, Taiwan, Cingapura e Hong Kong baixaram os impostos, estabeleceram isenção total para importação de máquinas e equipamentos industriais, e facilitaram os processos envolvidos nos envios de remessa de lucros ao exterior. 

A demanda por produtos importados começou a cair em seus territórios, e foram criadas algumas restrições às importações, as quais foram substituídas por investimentos no setor de bens de consumo leves. As empresas nacionais e estrangeiras instaladas nesses territórios ainda contaram com mão-de-obra mais barata e extremamente capacitada. 

Como resultado, os produtos com baixo aporte tecnológico - como roupas, calçados e brinquedos, por exemplo - começaram a ser comercializados a preços baixos e imbatíveis no mercado internacional. Por outro lado, investiu-se também na indústria de alta tecnologia. A oferta aos países desenvolvidos foi priorizada, e os Tigres começaram a concorrer com outras nações emergentes. 

Além disso, os salários tornaram-se maiores e o investimento em qualificação fomentou o consumo da população a médio e longo prazo. 

Quais foram as iniciativas governamentais?

Somada ao investimento externo e às políticas econômicas, os Tigres Asiáticos encontraram em seus governos a peça essencial para ter competitividade no mercado internacional. Taiwan, Coreia do Sul, Cingapura e Hong Kong são conhecidos por suas posturas políticas firmes, com regimes centralizadores. Portanto, os quatro países tomaram medidas importantes para suas economias, como o incentivo fiscal para exportações, desvalorização da sua moeda e medidas protecionistas contra os concorrentes estrangeiros. 

Em paralelo, os governos investiram de maneira expressiva na formação e capacitação dos seus trabalhadores e pesquisadores, com políticas voltadas à educação e ao fomento às universidades. A iniciativa tornou mais fácil o uso da tecnologia na cadeia produtiva, e a qualificação da mão de obra tornou-se um ponto fundamental para o crescimento econômico. 

Foram feitas inúmeras melhorias no âmbito social, com investimentos em itens de infraestrutura, como na rede de transporte público e de energia elétrica. Ainda, é fundamental destacar que esse grande crescimento econômico trouxe fenômenos sociais importantes para os países em questão, como o êxodo rural, o inchaço das grandes cidades e a queda nos índices de natalidade.

Os Tigres Asiáticos hoje em dia

Atualmente, os quatro países conhecidos como Tigres Asiáticos são considerados referências para a produção e comercialização de itens com alto valor agregado, principalmente peças eletrônicas. Por conta dessas importantes mudanças econômicas, a renda per capita em Taiwan, Coreia do Sul, Cingapura e Hong Kong também aumentou, o que refletiu diretamente no consumo interno e incentivou a produção de itens de consumo diversificados. 

Aos poucos, a mão de obra tornou-se um diferencial notável, o que aumentou o seu preço e incentivou o investimento crescente nos setores tech. Ao mudar o seu foco, os Tigres Asiáticos ainda influenciaram a migração de empresas de vestuário, calçados, brinquedos e outros itens leves para os países próximos, entre os quais estão Indonésia, Malásia, Vietnã, Tailândia e Filipinas. Logo esses países começaram a ser fomentados por iniciativas semelhantes àquelas usadas pelos Tigres Asiáticos e ganharam uma nova denominação: Novos Tigres Asiáticos. 

Compreender o contexto histórico e os fatores que incentivaram o crescimento dos países asiáticos e de outras potências mundiais é muito importante para mandar bem no vestibular! Além disso, esses conhecimentos são essenciais para entender o panorama econômico mundial - e a origem de muitos produtos que nós consumimos regularmente. 

Se você gosta de geografia, confira outras dicas de leitura e complemente os seus estudos!

O que é um bloco econômico?

7 gráficos para entender melhor o Brasil

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!