A foto de capa deste post é um retrato do físico britânico Stephen Hawking.
(FOTO: Andre Pattenden/University of Cambridge)

Stephen Hawking é considerado um dos maiores nomes da ciência, sendo amplamente reconhecido pelo seu trabalho revolucionário e também pela sua capacidade de trazer temas complexos, como a origem do universo, para mais próximo do público. Depois de romper barreiras e desafiar paradoxos da cosmologia e também da medicina, o físico britânico faleceu aos 76 anos de idade, em março de 2018.

Buracos negros e a Radiação Hawking

O físico britânico Stephen Hawking trilhou uma carreira produtiva, contribuindo de maneira expressiva para a física teórica e a astronomia. Almejando compreender o universo de maneira completa, o cientista propôs teorias muito significativas, entre as quais estão os seus estudos sobre buracos negros, temática debatida pela comunidade científica até hoje.

Hawking partiu da premissa de que os buracos negros são estruturas cuja massa é concentrada em um único ponto, com densidade infinita, e que qualquer corpo que se aproxime deles é convertido em partículas elementares. A partir dessa formulação inicial, o teórico foi na contramão das teorias que afirmavam que os buracos negros duravam para sempre, defendendo que essa estrutura é, na verdade, finita. Assim, o físico ficou conhecido pela chamada Radiação Hawking, processo que seria responsável pela evaporação dos buracos negros devido à sua constante perda de energia, a qual é atrelada a fenômenos de nível atômico que acontecem ao seu redor.

Teoremas da singularidade

Hawking também elaborou os teoremas da singularidade pela primeira vez em parceria com o físico Robert Penrose, utilizando as equações da relatividade e aplicando-as à evolução do nosso universo. De uma maneira extremamente simplificada, o teorema indica que a singularidade pode ser resumida a um ponto de tamanho zero, nos quais todas as variáveis físicas, como a massa e a densidade, tornam-se infinitas.

A partir dessa premissa, Hawking percebeu que, caso voltássemos no tempo, todo o universo poderia se originar deste primeiro e único ponto - chamado de singularidade. Inicialmente, essa ideia foi formulada com base em cálculos puramente matemáticos, cujos números extremamente grandes e equações sem solução tornavam impossível a comprovação.

Entretanto, o teórico começou a ter problemas com definições da mecânica quântica, que poderiam inviabilizar sua teoria. Apesar das falhas, Penrose e Hawking traçaram um caminho inicial para o tema, e fundamentaram questões que puderam ser exploradas novamente por outros cientistas ao longo dos anos.

Busca por um universo paralelo

Duas semanas antes de sua morte, Hawking concluiu seu estudo A smooth exit from eternal inflation?, ou Uma saída suave da eterna inflação?, em português. No texto, cuja coautoria é do físico e professor Thomas Hertog, a dupla discorre sobre a possibilidade de identificar universos paralelos ao nosso. A partir da hipótese do multiverso, os cientistas defendem que talvez seja possível detectar a energia remanescente de outros Big Bangs em nosso universo.

Fomento ao debate e carreira literária

Apesar de suas contribuições, Hawking não recebeu um prêmio Nobel. Há quem acredite que esse fato é incoerente; outros garantem que as contribuições do físico britânico superaram os limites da academia. Hawking fomentou discussões e reflexões sobre o universo e sobre a sua origem em todos nós. Através de suas publicações, explicou teorias complexas sobre a origem do universo com linguagem simples, para que pessoas sem conhecimentos técnicos também pudessem compreender e opinar sobre o tema.

Seu livro Uma breve história do tempo, de 1982, vendeu mais de 1 milhão de cópias em todo o mundo, foi traduzido para 40 línguas, e é considerado sua obra-prima. Entre os outros títulos publicados, estão O universo numa casca de noz (2001), Uma nova história do tempo (2005) e God created the integers (2006).

Stephen Hawking: uma breve biografia

Stephen William Hawking nasceu em Oxford, na Inglaterra, em 8 de janeiro de 1942 - curiosamente, aniversário de 300 anos da morte de Galileu Galilei. Ganhou uma bolsa de estudos para a Universidade de Oxford aos 17 anos, onde graduou-se em física, e iniciou seu mestrado sobre cosmologia e teoria geral da relatividade na Universidade de Cambridge.

Pouco depois do seu aniversário de 21 anos, foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA), enfermidade motora neurodegenerativa rara, capaz de afetar o controle dos músculos do corpo. Sem cura, os médicos estimaram que o jovem teria apenas três anos de vida.

Desafiando o diagnóstico, Hawking completou sua tese de Doutorado, intitulada Propriedades do Universo em Expansão, e em 1966 casou-se com Jane Wilde, sua primeira esposa, com quem teve três filhos. Pouco tempo depois, o físico já não conseguia mais andar sem cadeira de rodas.

Hawking deu continuidade aos seus estudos e cunhou a expressão Radiação Hawking no ano de 1968. Ao lado de George Ellis, publicou seu primeiro livro acadêmico, A estrutura em grande escala do espaço-tempo (1968). Famoso na comunidade científica, foi convidado para trabalhar no Instituto de Tecnologia da Califórnia, para onde se mudou com a família.

Em 1979, assumiu o cargo de professor lucasiano em Cambridge - posição antes ocupada por grandes nomes da matemática, como Isaac Newton. Seis anos depois, Hawking é submetido a uma traqueostomia de emergência e perde a capacidade de falar, começando a se comunicar através de uma máquina.

Em 1995, separou-se de Jane e casou-se com sua segunda esposa, Elaine Mason. No ano de 2009, recebeu de Barack Obama a medalha presidencial da liberdade, uma das maiores condecorações civis norte-americanas. Separou-se de Elaine em 2007, quando mudou-se para uma casa em Cambridge, onde faleceu em 14 de março de 2018, aos 76 anos de idade.

Hawking deixou um legado inegável para a ciência e contribuiu com novas teorias que podem auxiliar os cientistas na compreensão dos segredos do universo. Por isso, conhecer a sua história e suas ideias é muito importante! E se você se interessou, não deixe de pesquisar sobre os buracos negros e entender seu funcionamento - e como eles estariam ligados à teoria de tudo.

Se você curte física e matemática, confira outros posts que podem te interessar:

O que é logaritmo? Quais são suas propriedades?

Como calcular a força elástica

Qual a diferença entre tensão e corrente elétrica?

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!