Faltando dois meses para o Enem, é hora de rever as matérias e tirar suas dúvidas. Mas, além dos assuntos dos livros e dos temas passados em sala de aula, é muito importante se atualizar sobre os principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Você deve ter conhecimento sobre eles, pois geram debates e podem causar muitas mudanças na sociedade. 

Para você se sair bem na prova, fique ligado, leia notícias e artigos, e assista a telejornais ou vídeos sobre os assuntos do momento. O Enem costuma relacionar esses eventos com as matérias que você estuda no Ensino Médio. E para dar o passo inicial nos estudos de atualidades, selecionamos seis assuntos importantes para você começar a ler. Confira!

Questões indígenas

No início do ano, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que, no novo governo, a Fundação Nacional do Índio (Funai) estaria submetida ao Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Desde a sua criação, em 1967, a FUNAI esteve vinculada ao Ministério da Justiça. Além disso, houve uma tentativa de transferir a função de demarcar as terras indígenas da Funai para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Embora o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional tenham rejeitado essas mudanças, propostas pela Medida Provisória Nº 870, é importante se informar sobre essa movimentação. Essa é também uma ótima oportunidade para pesquisar sobre os direitos e as reivindicações dos povos indígenas.

Reforma trabalhista

Sob a justificativa de adequar a legislação às novas relações de trabalho, a lei Nº 13.467 foi sancionada em julho de 2017 pelo presidente em exercício, Michel Temer, e entrou em vigor em 11 de novembro de 2017. Algumas mudanças da reforma trabalhista foram: as férias, que a partir de então podem ser divididas em até três vezes - antes podiam ser divididas em até duas; a jornada de trabalho, que agora pode ser de até 12 horas diárias - antes era de até 8 horas; e o fato de o tempo de deslocamento para chegar ao trabalho não ser mais contado como hora trabalhada, no caso de pessoas que têm dificuldades ou falta de acesso aos transportes. 

Coreia do Norte

A Coreia do Norte voltou às manchetes do mundo todo após o anúncio do avanço de seu programa nuclear. Essa ameaça, direcionada principalmente aos Estados Unidos, seria também uma resposta às sanções impostas pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o país liderado por Kim Jong-un, que também se manifestou contra o Japão. Em setembro de 2017, a Coreia do Norte realizou o seu mais potente teste nuclear até o momento, com uma bomba cujo poder de liberação seria equivalente a até 16 vezes o da bomba atômica que destruiu Hiroshima. Em 2018, Kim Jong-un intimidou o líder norte-americano, Donald Trump, afirmando que o botão de disparo nuclear ficava em sua mesa. 

Em abril do mesmo ano, contudo, um encontro entre os presidentes da Coreia do Sul e da Coreia do Norte foi realizado na zona desmilitarizada entre os dois países. Essa reunião foi marcante, pois contou com o simbólico gesto do presidente sul-coreano ao pisar em solo norte-coreano. Em junho do mesmo ano, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se encontrou em Singapura com Kim Jong-un. O encontro abriu portas para conversas diplomáticas entre os países, mas nada ficou decidido. Os líderes tiveram uma reunião em fevereiro de 2019 no Vietnã, mas o encontro terminou antes do esperado e sem nenhum acordo entre eles.

Brexit

A junção das palavras em inglês Britain (“Bretanha”) e exit (“saída”) é o nome dado ao movimento de saída do Reino Unido da União Europeia (UE). O Brexit teve início em junho de 2016, após a maioria dos britânicos manifestar em um referendo sua vontade de deixar esse bloco econômico e político da Europa. Após essa decisão, a então primeira-ministra, Theresa May, enfrentou dificuldades dentro do seu partido e não encontrou apoio suficiente para uma saída ordenada da UE. Em setembro de 2018, May apresentou o plano de saída da União Europeia, mas ele foi rejeitado e, sem conseguir consenso para aprovar uma nova proposta, a primeira-ministra deixou o cargo em junho de 2019. 

Atualmente, o primeiro-ministro britânico é o político conservador Boris Johnson. O Brexit é uma situação difícil e de risco, pois pode desestabilizar toda a União Europeia e, assim, todos os tratados feitos com o Reino Unido deverão ser renegociados. Após muitas negociações e derrotas, o Reino Unido pediu o adiamento da saída da UE para o dia 31 de outubro de 2019. Nesse sentido, até o final do ano é preciso estar atento a essa questão!

Crise dos refugiados

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), o mundo está passando pela pior crise humanitária do século, sobretudo por conta da perseguição e do terror vividos em situações de extrema intolerância. Conflitos têm ocorrido no Iêmen, na Síria, no Sudão do Sul e no Afeganistão, por exemplo, e têm levado as pessoas a sair de seus próprio países em direção à Europa e à América do Norte. Esse trajeto a partir da África e do Oriente Médio costuma ser feito em condições precárias, muitas vezes pelo mar, resultando em inúmeras mortes. É importante conhecer tanto o panorama geral da crise dos refugiados quanto as situações particulares de cada país.

Fake news

São chamadas fake news as notícias falsas, sem embasamento ou incompletas sobre uma pessoa, movimento civil ou partido político. Elas têm ocorrido no mundo todo e são disseminadas rapidamente pela internet. Um dos grandes exemplos de fato histórico influenciado por fake news aconteceu em 2018 nos Estados Unidos. Um ano antes, o país elegia Donald Trump como novo seu presidente, quando foi revelado que potenciais eleitores do candidato receberam fake news sobre sua opositora Hillary Clinton em suas redes sociais. Devido a notícias falsas, essas pessoas acabaram decidindo o seu voto e deram a vitória para Trump. Mas não se esqueça: há mais situações que envolvem as fake news e vale a pena pesquisá-las!

Além desses assuntos, existem muitas situações acontecendo no Brasil e no mundo. Por isso, você deve ficar atento! Adquira o hábito de acompanhar as atualidades, leia pelo menos uma notícia por dia e participe de conversas que estimulem seu pensamento crítico sobre os mais variados assuntos. Com certeza essas serão ótimas alternativas para ajudar nos estudos para o Enem 2019!

Confira outros posts no nosso blog sobre o Enem 2019:

Vestibular: 50 anos da chegada do homem à Lua pode cair no Enem

Retrospectiva: os 7 últimos temas de redação do Enem

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!