Considerado um dos exames mais importantes do Brasil, o Enem está na cabeça dos estudantes, que veem a prova como uma porta de entrada para as universidades públicas. 

A avaliação conta com perguntas sobre todas as disciplinas presentes na grade curricular do ensino médio, e uma das etapas que conta muitos pontos é a temida redação. Mas como será que ela é avaliada? É sobre isso que falaremos no texto a seguir. Venha descobrir conosco!

Como funciona a pontuação do Enem?

A redação do Enem vale 1000 pontos e é dividida em cinco competências, que, por sua vez, valem 200 pontos cada. 

Dentro de cada uma das cinco competências, os alunos recebem notas de acordo com os critérios de avaliação, por exemplo: caso não haja nenhum erro grave em relação à gramática, ele receberá os 200 pontos nesse quesito, porém, se o texto apresentar erros recorrentes e não graves, a nota cai para 160, e assim sucessivamente até a nota zero.

Competências da redação

Ao fazer a sua inscrição para prestar o Enem, é fundamental ler todo o edital da prova para compreender aquilo que é exigido dos candidatos durante a resolução das questões, bem como entender os critérios de avaliação para cada disciplina.

Como a redação é diferente das demais etapas, que apresentam questões de múltipla escolha, fique ligado no que os avaliadores esperam minimamente do seu texto. Veja as cinco pontos de maior atenção segundo o Inep (órgão responsável pela elaboração da prova):

1 - Gramática

O primeiro ponto avaliado é o uso correto da escrita formal da língua portuguesa. Isso quer dizer que o aluno deve redigir um texto utilizando a norma culta, demonstrar que sabe acentuar as palavras, acertar a ortografia e usar corretamente as letras maiúsculas e minúsculas.

Além disso, é obrigatório o conhecimento sobre regência nominal e verbal, concordância, pontuação, crase, emprego de pronomes e paralelismo. E, por fim, a adequação do vocabulário ao tema e à proposta da redação.

2 - Compreensão do tema

A redação do Enem deve ser escrita no formato dissertativo-argumentativo, portanto é necessário apresentar uma introdução, um desenvolvimento e uma conclusão. E dentro do seu desenvolvimento, o ideal é falar sobre um problema e propor uma solução para ele.

Para embasar a sua tese, é fundamental utilizar as informações presentes nos textos de apoio, para demonstrar a sua capacidade de interpretação. Além disso, utilize datas, exemplos e fatos históricos para comprovar a sua tese, dados chamados de repertório sociocultural, que dão mais valor ao que foi escrito.

O estudante que fugir do estilo de redação ou demonstrar que não compreendeu o tema proposto recebe automaticamente a nota zero, pois não seguiu a exigência mínima de adequação à escrita dissertativo-argumentativa. Portanto tenha muita atenção!

3 - Argumentação

Independentemente da sua posição ideológica diante do tema proposto, é preciso ter capacidade para argumentar em defesa do seu ponto de vista, pois é isso que os corretores avaliam.

Nessa fase da correção, a palavra "coerência" tem um grande peso, pois sem ela o texto pode ficar desconexo e sem sentido, e prejudica o estudante. 

Portanto, o corretor do seu texto vai avaliar se você soube selecionar as informações mais pertinentes para o desenvolvimento da escrita, relacioná-las com o seu ponto de vista, organizar todas elas numa ordem de importância e, por fim, contextualizar tudo o que foi selecionado de acordo com o tema.

4 - Coesão

A quarta competência se refere aos mecanismos necessários para estruturar um texto, como os sinônimos, os conectivos, os pronomes, as conjunções e as palavras escolhidas para a elaboração do texto. 

O candidato pode perder pontos valiosos se repetir diversas vezes uma única palavra e se utilizar conectivos de forma equivocada. Os vícios de linguagem e o uso excessivo de algumas expressões podem deixar seu texto sem uma dinâmica agradável para a leitura.

5 - Proposta de intervenção

Todos os temas das redações do Enem obrigam o estudante a elaborar uma solução para o problema proposto, e a quinta competência está ligada à sua conclusão. Mas como isso é avaliado?

Os corretores analisam cinco pontos da resolução do seu problema: a ação, que corresponde ao que efetivamente será feito; o agente, que é quem vai solucioná-lo; o meio, que é a maneira como será executada a ideia; o detalhamento, em que é preciso explicar com um pouco mais de detalhes a proposta e a finalidade, e onde deve ser explicado por que a sua proposta de intervenção é viável.

Conclusão

Para tirar uma nota 1000 na sua redação do Enem, é preciso estudar muito a gramática, ter o hábito da leitura para aumentar o seu vocabulário e treinar escrevendo redações de variados temas para aprender a argumentar e estruturar bem o seu raciocínio.

Quer mais dicas para se dar bem nos vestibulares? Então acesse o blog do COC para não perder nenhuma novidade!

3 métodos que te ajudarão a passar no vestibular

5 dicas para mandar bem em química no vestibular