Pertencente à área das Ciências Biológicas, a Biologia Marinha é uma carreira complexa. Capaz de despertar o interesse dos admiradores do oceano e de seus seres vivos, essa formação oferece vivências diversas, proporcionando atuação em campo ou em laboratórios de pesquisa. Aqui, nós contamos um pouco sobre essa carreira. Confira!

O que faz um biólogo marinho?

A Biologia Marinha realiza estudos sobre os seres vivos que habitam os ecossistemas marinhos, ou seja, aqueles que vivem em água salgada. Seu principal papel é entender o equilíbrio entre as populações dos mares, seus ciclos de vida e os hábitos particulares de cada espécie, compreendendo como os seres vivos se alimentam e colaboram para a manutenção daquele ecossistema. Normalmente, são alvos dos seus estudos os peixes, mamíferos marinhos, plânctons, néctons, micro-organismos, fitoplânctons, fitobentos, zooplânctons e os inúmeros invertebrados.

Um biólogo marinho pode atuar nas praias e zonas costeiras, mas seu trabalho também abrange os manguezais, costões rochosos, estuários, recifes, planícies de ervas marinhas, plataformas continentais e zonas abissais, por exemplo.

A área ainda exige uma grande gama de conhecimentos diversos, dialogando com assuntos abordados em outras graduações acadêmicas, como a Oceanografia, a Geologia Marinha, a Zoologia, a Ecologia e a Botânica. Não por acaso, é muito comum que os biólogos marinhos trabalhem em parceria com profissionais dessas áreas.

O curso

Para trilhar uma carreira na área de Biologia Marinha, os estudantes podem escolher dois caminhos distintos. A primeira opção é cursar uma graduação em Ciências Biológicas, com titularidade de bacharel. Assim, inicialmente, o futuro biólogo terá uma formação ampla, abrangendo inúmeras áreas de conhecimentos dentro da Biologia, para, na sequência, optar por uma especialização voltada às ciências marinhas.

No entanto, é possível encontrar cursos de graduação voltados especialmente para essa linha de aprendizado. Nesse caso, é importante ressaltar que o currículo de muitas instituições oferece disciplinas básicas das Ciências Biológicas ainda nos dois ou três primeiros anos do curso. Depois, o aluno terá contato com as matérias específicas, todas voltadas aos conhecimentos dos mares e seus seres vivos.

Entre as universidades que oferecem a graduação em Biologia Marinha, destacam-se os cursos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Estadual Paulista (UNESP), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Universidade Federal Fluminense (UFF).

Biologia Marinha versus Oceanografia

Uma dúvida comum entre os estudantes que se interessam por essa área é de que maneira as graduações em Biologia Marinha e Oceanografia são diferentes entre si.

A graduação em Oceanografia é essencialmente voltada aos ambientes marinhos, lagos e rios. Esses profissionais focam os seus esforços no estudo e na compreensão dos processos químicos e geológicos que ocorrem nesses ambientes. Portanto, o oceanógrafo auxilia diretamente os biólogos, por exemplo, mas lida com questões mais técnicas, como a salinidade e acidez da água ou o fluxo das marés. Os biólogos marinhos, por outro lado, têm o foco das suas ações pautados no conhecimento e na preservação da vida marinha em si, bem como de seus ecossistemas.

Aqui é importante ressaltar o constante diálogo que há entre as duas profissões, fruto dos seus conhecimentos complementares. Em conjunto, biólogos e oceanógrafos podem colaborar na preservação de espécies e em pesquisas sobre quais as condições apropriadas para a sua proliferação, além de atuar na criação de espaços ideais para que sejam mantidas em cativeiro, por exemplo, caso exista a necessidade.

Áreas de atuação

Um profissional preparado para atuar no segmento da Biologia Marinha pode escolher entre as inúmeras frentes de trabalho que essa formação oferece. Uma série de profissionais trabalha diretamente com as áreas de pesquisa, principalmente voltadas a projetos ambientais, produzindo artigos e material científico sobre a vida marinha. Há também a carreira acadêmica ou em centros de ensino, espaços em que o profissional se dedica a transmitir seus conhecimentos aos alunos. Ainda, é possível optar por atuar em campo, trabalhando em projetos ambientais ou com entidades voltadas à preservação da vida marinha.

O que você achou dessa profissão? A carreira em Biologia Marinha é uma vertente muito interessante das Ciências Biológicas, e os seus profissionais atuam diretamente nas iniciativas voltadas à manutenção da vida nos oceanos.

Se você gostou desse texto, aproveite a visita ao nosso blog e confira também:

Guia de Profissões: O que faz um diplomata?

O que é citologia?

O que a ecologia estuda?

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!