Você já se perguntou quem seria o profissional responsável por permitir que tantos bens de consumo, desde alimentos até eletrodomésticos, sejam produzidos em larga escala e cheguem até nós? Os engenheiros químicos são os agentes fundamentais para que todos os produtos que conhecemos cheguem ao mercado de maneira segura, respeitando a cadeia de produção de cada um e aperfeiçoando ao máximo todos os processos envolvidos. Ficou curioso? Aqui contamos um pouquinho sobre essa carreira que dialoga com as engenharias, mas tem diferenciais muito interessantes. Confira!

O que faz?

O engenheiro químico é um profissional que trabalha diretamente com processos industriais, sobretudo aqueles que envolvem transformações físico-químicas. Sua função é desenvolver técnicas para a obtenção e transformação de matérias-primas em bens de consumo e, por isso, esse profissional também se preocupa em aperfeiçoar os processos relacionados à alteração de produtos químicos ou petroquímicos em materiais plásticos, têxteis e papéis, por exemplo.

Esse segmento da Engenharia atua no aprimoramento de equipamentos e tecnologias voltadas aos processos mencionados, preocupando-se também em desenvolver novas técnicas e opções ainda mais responsáveis e ecologicamente corretas. Ainda, o engenheiro químico fiscaliza os processos da cadeia produtiva, atestando sua segurança e garantindo a qualidade dos produtos que serão originados.

Como é o curso?

O curso de Engenharia Química tem em sua grade curricular uma série de disciplinas ligadas às ciências exatas, principalmente envolvendo Matemática, Física e Química. Além do contato com as matérias teóricas, os alunos também estudam questões mais técnicas relacionadas a área de Engenharia, sobretudo aquelas que envolvem os processos físico-químicos e as técnicas direcionadas para a obtenção, transformação ou purificação de diferentes compostos.

Ainda, a grade curricular das universidades inclui um contato com disciplinas que proporcionam o desenvolvimento de projetos de equipamentos atrelados à produção industrial. Vale destacar que, ao longo de todo o curso, os alunos têm contato com disciplinas práticas em aulas laboratoriais.

Para atuar como um engenheiro químico, é necessário ter o diploma de Bacharel em Engenharia Química.  O curso tem em média cinco anos de duração, e para conquistar o diploma, é imprescindível a realização de um estágio supervisionado e a apresentação de um trabalho de conclusão de curso. No entanto, é possível encontrar grandes oportunidades no mercado de trabalho com um certificado de ensino técnico da área.

Diferença entre Química e Engenharia Química

Uma dúvida comum entre os vestibulandos que se sentem atraídos pela área é a diferença entre as graduações em Química e Engenharia Química. A verdade é que ambas as profissões são correlatas, mas têm segmentos de atuação e abrangências distintas.

Um profissional que é bacharel em Química está apto a trabalhar em laboratórios, realizando análises químicas variadas, desenvolvendo novos materiais e aperfeiçoando processos para a obtenção de novas substâncias. Por isso, nessa graduação o profissional irá entrar em contato com disciplinas ligadas às ciências puras, estudando propriedades e misturas dos diversos compostos, por exemplo.

Por outro lado, o engenheiro químico é um profissional que, apesar de dialogar com tais processos químicos, também deve se preocupar em torná-los eficientes e eficazes em larga escala. Por isso, essa área envolve o projeto e o desenvolvimento de equipamentos, envolvendo as etapas da cadeia produtiva para a obtenção de determinado produto final. Como mencionamos anteriormente, a grade curricular para esse curso envolve, portanto, estudos relacionados à gestão industrial.

Mercado de trabalho

O engenheiro químico é considerado um dos profissionais mais versáteis dentro do segmento da engenharia. O bacharelado em Engenharia Química proporciona uma formação extremamente ampla, fato que torna esse um dos engenheiros mais requisitados pelo mercado, e também um dos mais bem remunerados.

Grande parte da demanda de atuação do engenheiro químico está nas indústrias que produzem polímeros, como tintas e vernizes, assim como nos segmentos alimentício, farmacêutico e cosmetológico, e na indústria petrolífera. Atualmente, projeta-se um crescimento interessante da demanda por esses profissionais em empresas que dialogam com o segmento agroindustrial, uma vez que o setor produtor de fertilizantes e defensivos agrícolas está aquecido.

Outra área em que esse profissional se destaca é a de produção de papel e celulose, segmento que requer muitas iniciativas voltadas para o tratamento de resíduos. De maneira geral, o profissional especializado em alternativas ambientalmente responsáveis para o reaproveitamento de matéria-prima, seu descarte correto e a geração de energia através de fontes responsáveis, é muito bem visto pelo mercado.

Um destaque interessante é o Estado da Bahia, em especial o Polo Industrial de Camaçari. A região vem crescendo muito com o aquecimento da produção mineradora e também tem grande concentração de empresas relacionadas ao setor químico. Ainda, é importante mencionar que o profissional bacharel em Engenharia Química pode optar por atuar no setor de pesquisas, o qual pode ser encontrado em instituições públicas ou privadas pelo país.

Áreas de atuação

Desenvolvimento

Criação e aprimoramento de produtos, preocupando-se com a sua viabilização técnica e econômica, bem como a melhoria dos processos de fabricação e beneficiamento dos mesmos. Esse profissional trabalha diretamente com a indústria química, em segmentos relacionados à alimentação e ao petróleo, por exemplo.

Processo industrial

Supervisão dos processos industriais, planejando e administrando as diversas etapas da cadeia produtiva. Sua principal responsabilidade é o desenvolvimento de novos processos e técnicas capazes de melhorar a produtividade, sempre com segurança e responsabilidade.

Meio ambiente

Responsável pela definição de métodos e processos menos nocivos ao meio ambiente, esse segmento de atuação tem seus profissionais voltando esforços para a preservação da cadeia produtiva. Além do desenvolvimento e da preocupação com a escolha de tecnologias limpas, ainda atua na reciclagem e no  tratamento dos resíduos industriais.

Projetos

Profissional cuja principal atuação é o desenvolvimento de projetos para novas fábricas, determinando todos os processos relacionados às suas instalações e procedimentos de segurança, bem como a logística de movimentação e armazenamento das matérias-primas e demais materiais.

E aí, o que achou dessa profissão? Os engenheiros químicos são profissionais fundamentais para o funcionamento e a segurança da cadeia produtiva, garantindo o desenvolvimento de produtos e processos cada vez mais tecnológicos e conscientes em relação à saúde humana e ao bem-estar do meio ambiente.

Se você curtiu esse texto, nós temos mais alguns posts que você pode achar interessantes:

Guia de Profissão: O que faz um profissional de Biomedicina?

Como calcular a força elástica

6 dicas para melhorar sua interpretação de texto

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!