Você tem interesse em seguir a carreira de advogado? Se sim, saiba que esse profissional cuida da aplicação das normas jurídicas de um país, para organizar as relações entre as pessoas e grupos na sociedade. O advogado zela pela harmonia e pela correção das relações, e defende os interesses do cliente em diversos campos, como entre cidadãos, empresas e o poder público. 

Para ser advogado, é preciso passar no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e, após dois anos de inscrição na OAB, o advogado pode se tornar juiz. Acompanhe o texto e saiba mais sobre a carreira de advogado! 

O que é OAB?

Para conseguir exercer a profissão de advogado, é necessário prestar o exame da OAB ao terminar a graduação do curso de Direito e ser aprovado. A prova tem duas partes: uma com 80 questões de múltipla escolha e outra prático-profissional, que consiste em uma redação e quatro questões dissertativas sobre situações-problema. Baseada na aprovação dos estudantes na prova e no desempenho no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), a cada três anos a OAB entrega às instituições de ensino o selo OAB Recomenda. 

O que faz um advogado?

Esse é o profissional que defende os interesses de seus clientes tendo como base as leis vigentes no país e no estado em que atua. Ele pode representar pessoas físicas ou pessoas jurídicas, como empresas e organizações. O trabalho de um advogado começa a partir de uma conversa com o cliente, que irá expor a sua situação, explicando o porquê de ter buscado a ajuda do profissional.

O cliente pode estar sendo prejudicado de alguma forma e querer acusar alguém ou pode estar sendo acusado ou intimado por uma infração e precisar compor a sua defesa. Após essa conversa, o advogado começará a tomar as atitudes adequadas para cada caso, sendo o passo inicial identificar qual a área da advocacia em que o caso do seu cliente se encaixa. 

Qual é o perfil profissional de um advogado?

Quem quer seguir a carreira de advogado deve gostar muito de ler, já que é essencial estudar bastante as leis e os casos em uma linguagem com termos específicos. Outros fatores importantes no perfil desse profissional são ética e senso de responsabilidade social, já que as ações de um advogado geram impacto na vida de outras pessoas. 

É necessário ter senso de justiça e entender corretamente como as leis se aplicam. O advogado também deve ter uma boa comunicação, tanto na fala quanto na escrita. Por isso, esse profissional deve mandar bem nas regras gramaticais do português e saber se comunicar de forma objetiva e clara.

Como é o mercado de trabalho da área?

Esse mercado de trabalho está sempre aberto, já que a necessidade de aplicar normas e leis para garantir a ordem e a segurança é recorrente.Os profissionais dessa área podem atuar em órgãos públicos, escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas privadas, ou montar seu próprio negócio. Além disso, seguir a carreira acadêmica é outra opção, podendo ministrar aulas em cursos técnicos e faculdades.

Como é o curso para se tornar um advogado?

Para seguir a carreira de advogado, é preciso fazer o curso de graduação em direito, que dura 5 anos, aproximadamente. A formação dos estudantes nesse curso é humanista e busca sensibilizar o profissional para questões sociais, como a desigualdade. Também direciona os estudos para a compreensão das leis que guiam o trabalho, das políticas públicas e do direito do consumidor, por exemplo. Para finalizar o curso, o aluno deve realizar um estágio na área e elaborar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Como é a carreira de advogado?

O advogado pode atuar como:

Advogado de acusação: representará os interesses de alguém que se sente lesado ou prejudicado e que deseja acusar outra pessoa.

Advogado de defesa: já aqui, seu cliente é acusado de algum crime ou infração e precisa se defender perante a Lei. O advogado deverá entender a situação e os objetivos do seu cliente e tentar realizar um acordo entre as partes envolvidas, sem a necessidade de um processo jurídico. 

Um advogado pode representar empresas, pessoas ou instituições, além de defender seus interesses e direitos em áreas como:

Arbitragem internacional: em que resolve disputas comerciais, fiscais e aduaneiras entre governos, empresas ou instituições de diversos países.

Direito ambiental: trabalha com questões que envolvem a relação do homem com o meio ambiente.

Direito administrativo: o profissional vai aplicar a legislação que regulamenta órgãos e poderes públicos em sua relação com a sociedade.

Direito civil: o advogado representa interesses individuais e particulares (dele ou de seu cliente) em ações referentes à propriedade e posse de bens, a questões familiares ou a transações comerciais. O direito civil tem várias especializações: direito das pessoas, dos bens, dos fatos jurídicos, da família, das coisas, das obrigações e das sucessões.

Direito comercial: o advogado irá intermediar as relações jurídicas no comércio e aplicar as legislações federais, estaduais e municipais na abertura, no funcionamento e no encerramento de estabelecimentos comerciais.

Direito do consumidor: aplica as normas que atribuem aos cidadãos os direitos diante dos fornecedores de bens e de serviços;

Direito contratual: representa pessoas físicas ou jurídicas na elaboração e na assinatura de contratos de compra e venda de bens ou de serviços.

Direito de propriedade intelectual: defende os direitos dos autores sobre suas obras, além de protegê-los de roubos e falsificações.

Direito tributário: irá cuidar de normas e princípios relativos à arrecadação de impostos e taxas, a obrigações tributárias e a atribuições dos órgãos fiscalizadores.

Direito digital: vai analisar as questões jurídicas relacionadas ao uso da informática e às relações entre usuários, agentes e fornecedores, como provedores de internet, empresas de softwares, bancos e lojas virtuais.

Direito penal ou criminal: o advogado irá preparar e apresentar a defesa ou a acusação em ações referentes a crimes ou a contravenções contra pessoas físicas ou jurídicas.

Direito trabalhista e previdenciário: o profissional representa as pessoas ou empresas que estão em disputa entre empregado e empregador, em questões sindicais ou de previdência social.

Advocacia pública: vai defender cidadãos que não podem pagar por processos judiciais. O advogado público atua como procurador municipal, estadual ou da União, representando os interesses do cliente e zelando pela legalidade dos atos do Poder Executivo em ações como licitações e concorrências públicas.

Direito empresarial: o advogado empresarial vai garantir o bom funcionamento da empresa em relação à segurança jurídica, como em questões trabalhistas e tributárias. Além disso, o profissional também vai atuar nos processos de abertura de empresas, acompanhando a elaboração dos contratos.

Direito eleitoral: o profissional que atua na área do direito eleitoral estuda as leis referentes aos sistemas eleitorais. Ele atua para garantir que os resultados das urnas sejam legítimos, por isso os candidatos de partidos políticos contratam os advogados eleitorais para acompanhar o processo de campanha e para que as sua ações estejam dentro da lei.

Gostou de saber mais sobre o que um advogado faz em sua carreira? Fique ligado no blog do COC e leia outros posts sobre profissão.

Guia de profissões: o que faz um sociólogo?

Guia de profissões: o que faz um engenheiro elétrico?