Charles Darwin nasceu em Shrewsbury, na Inglaterra, em 12 de fevereiro de 1809. Neto de Erasmus Darwin, médico e renomado escritor, e filho de Robert Darwin, também médico, desde criança Charles fazia coleções de pedras, plantas e conchas, demonstrando interesse por história natural. Quer saber mais sobre esse personagem tão importante para a biologia? Acompanhe o post!

A paixão pela história natural

Com 16 anos, Darwin entrou na Universidade de Edimburgo para estudar medicina. Ele, porém, frequentava mais as sessões estudantis que debatiam a origem da vida na Plinian Society, um clube fundado por alunos interessados em história natural, do que as aulas do próprio curso. Após dois anos, Darwin deixou a medicina e iniciou os estudos para o ministério religioso. Em Cambridge, se formou em artes, mas sempre manteve o interesse pela história natural e pela geologia. 

Charles Darwin construiu uma forte amizade com John Stevens Henslow, geólogo, botânico e clérigo, que organizava reuniões e excursões botânicas. Além disso, criou relações com outros naturalistas e lia livros que despertaram ainda mais o seu desejo de trabalhar com ciência. Sua primeira excursão geológica foi para o Norte do País de Gales, acompanhado do geólogo Adam Sedgwick, em 1831. 

O Beagle

Ao retornar do País de Gales, Charles foi apresentado por Henslow ao capitão FitzRoy, do HMS Beagle. Darwin foi convidado para se juntar a ele no navio, atuando como naturalista em uma viagem para explorar a costa da América do Sul durante três anos. Em 27 de dezembro de 1831, o Beagle zarpou da Inglaterra rumo aos vários locais de pesquisa, sendo um deles o Brasil. O navio aportou na Bahia e no Rio de Janeiro, onde foram recolhidas várias espécies de insetos que depois foram despachadas para Henslow. 

Em 5 de outubro de 1836, após quatro anos e nove meses de expedição (sendo três anos e três meses em terra e 18 meses no mar), Charles Darwin retornou à Inglaterra, desembarcando em Falmouth com uma boa reputação. Com isso, ele seguiu seu trabalho como naturalista e geólogo. Além disso, organizou as publicações dos resultados dessa viagem e usou a coleta de dados para dar forma à sua teoria da origem das espécies. Dois anos depois, tornou-se secretário da Geological Society, cargo que Darwin ocupou até 1841.

Darwin se casou com Emma Wedgwood, sua prima, em 1839. A possível repercussão negativa da sua Teoria da Evolução afetou ainda mais a saúde do naturalista, que já estava debilitada e, por isso, ele se mudou com a família para o campo, na aldeia de Kent. Na época, acreditava-se na imutabilidade das espécies; por esse motivo, a sua teoria levou mais de 20 anos para ser publicada. 

Teoria da Evolução e Origem das Espécies

Nós já falamos sobre a Teoria da Evolução aqui no blog do COC, mas não custa dar uma relembrada, certo? A evolução das espécies foi o grande tema dos estudos de Darwin, que formulou sua teoria baseado no conceito da seleção natural e nos efeitos das condições do ambiente sobre os organismos dos seres vivos. A teoria de Darwin sustenta que as formas de vida evoluem de maneira lenta, mas contínua com o passar do tempo, e que os indivíduos da mesma espécie não são todos idênticos, ou seja, apresentam características que variam. 

Essas diferenças podem ser observadas entre seres de uma população e são transmitidas de geração em geração. Algumas características contribuem para a sobrevivência de determinados indivíduos, que viverão até a idade de reprodução. Então, quando se reproduzirem, terão a chance de transmitir as melhores características para a sobrevivência da espécie. 

A repetição desse ciclo, que envolve herança e adaptação ao ambiente onde se vive, gera mudanças em um grupo de indivíduos de uma mesma espécie, até esse grupo e seus descendentes ficarem diferentes a ponto de originar uma nova espécie. O livro “Origem das Espécies”, com o conteúdo da Teoria da Evolução, foi publicado por Charles Darwin em 1859. Mais de mil exemplares da primeira edição se esgotaram em apenas um dia e a obra abriu portas para a ciência moderna.

Em 19 de abril de 1882, Darwin faleceu devido a um ataque cardíaco, em Down, na Inglaterra. Seu corpo foi sepultado em Londres, na Abadia de Westminster. 

Gostou de saber um pouco mais sobre a vida de Charles Darwin? Não se esqueça de conferir o post sobre a Teoria da Evolução para entender a relevância desse estudo!

Quer ler mais sobre biologia? Confira outros posts no blog:

Afinal, o que é a Teoria da Evolução?

O que são animais vertebrados?

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!