Você conhece a endocitose e a exocitose? Esses dois processos envolvem o transporte de substâncias nas células, e estão diretamente relacionados à passagem de grandes partículas entre o meio extracelular e o meio intracelular. Ambos correspondem ao transporte ativo, o que significa que há gasto de energia nas duas situações. Mas afinal, qual é a diferença entre a endocitose e a exocitose? E qual a sua relação com os lisossomos, organelas responsáveis pela digestão intracelular? Nós te explicamos! Confira. 

Endocitose

A endocitose é o processo que corresponde à entrada de grandes quantidades de matéria em uma célula; portanto, está relacionada ao transporte de massa do meio extracelular para o meio intracelular. É importante destacar que ela sempre estará acompanhado de alterações morfológicas na membrana plasmática. 

A endocitose pode acontecer através de dois mecanismos: a fagocitose e a pinocitose. Entenda as suas particularidades a seguir. 

Fagocitose

A fagocitose é um processo realizado para englobar partículas sólidas. São poucas as células que realizam a fagocitose no nosso organismo, e entre elas estão os macrófagos e neutrófilos, ambos partes do sistema de defesa do corpo humano. Essas estruturas são responsáveis por identificar um antígeno ou um agente estranho no organismo, como protozoários ou bactérias. 

Depois de detectá-lo, os macrófagos se aproximam do corpo estranho e emitem os pseudópodes, uma expansão da membrana plasmática responsável por englobá-los. Como resultado, a parte da membrana plasmática que envolve a bactéria se desprende da célula humana e forma uma pequena bolsa, chamada de fagossomo

Essa estrutura se movimenta pelo citoplasma até encontrar os lisossomos. Nesse ponto, ambas as estruturas se fundem e realizam a digestão do corpo estranho, aproveitando todos os seus elementos úteis. Esse processo recebe o nome de digestão intracelular. Depois, os restos são quebrados em partes menores para que logo sejam expulsos para fora da célula. 

A fagocitose também está presente no processo de alimentação de protozoários, como as amebas. Ela é utilizada para capturar partículas alimentares que, após levadas para o interior das células, são digeridas.

Pinocitose

A pinocitose é um tipo de endocitose que envolve o englobamento de gotículas líquidas ou partículas sólidas muito pequenas - e funciona de maneira semelhante à fagocitose. No entanto, esse processo tem como diferencial o fato de que a célula não emite pseudópodes para englobar as partículas externas. 

Nesse caso, a própria célula muda o seu formato e ocorre a invaginação da membrana plasmática. Assim, são criados pequenos canais na membrana plasmática, os quais se fecham para reter as gotículas líquidas ou partículas sólidas pequenas que devem ser levadas ao interior da célula. A parte da membrana que envolve tais partículas se solta da célula, e é criada uma bolsa membranosa chamada pinossomo. O pinossomo se une aos lisossomos da célula, e o mecanismo de digestão torna-se igual ao da fagocitose. 

É interessante destacar que a fagocitose e a pinocitose têm como semelhança a capacidade de provocar alterações morfológicas nas células - com a emissão de pseudópodes no primeiro caso, e a formação de invaginações no segundo. 

Um exemplo de processo no nosso organismo em que ocorre a pinocitose é a absorção de nutrientes realizada pelas paredes intestinais. 

Exocitose

Durante as atividades celulares, forma-se uma grande quantidade de materiais que devem ser levados para fora das células. Esse processo de eliminação de resíduos para o meio extracelular é chamado de exocitose. Todos os restos resultantes do processo de endocitose são levados de volta à membrana plasmática e se fundem a ela mais uma vez. Logo, ela se abre para o exterior, elimina os restos e essa parte da membrana é reintegrada à célula. 

A exocitose pode acontecer de duas maneiras distintas. A exocitose constitutiva envolve a liberação da substância de maneira contínua. Já a exocitose regulada resulta na liberação de substâncias apenas quando um estímulo é produzido sobre a célula. No corpo humano, esse processo está relacionado à exportação de substâncias, como os hormônios. Outro exemplo é a excreção de enzimas digestivas pelas células pancreáticas. 

Estudar a diferença entre os processos de endocitose e exocitose é fundamental para compreender como diversas células lidam com a entrada e a saída de matéria do seu meio intracelular. Se você gosta de biologia, aproveite a visita ao nosso blog e não deixe de ler outros posts sobre o tema para complementar os seus estudos!

Afinal, o que é a Teoria da Evolução?

Genótipo e fenótipo: qual a diferença?

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!