O sistema digestório é responsável pela digestão dos alimentos e pela absorção de nutrientes fundamentais para o corpo humano, bem como a eliminação de partículas não desejáveis para nós. Assim, podemos crescer e realizar nossas atividades! Em alguns materiais de estudo, você poderá encontrar o nome “sistema digestivo” ou “aparelho digestivo”. Vamos conhecer mais sobre esse processo? Acompanhe!

O tubo digestório

Quando o alimento é ingerido, ele passa pela boca, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus. Durante o percurso, o bolo alimentar sofre a influência de órgãos e enzimas, que ajudam a extrair dele os nutrientes necessários. São eles: o fígado, o pâncreas, a vesícula biliar, as glândulas salivares e os dentes.

O caminho do alimento

O primeiro passo acontece na boca, quando o alimento é umidificado pela saliva e triturado pelos dentes. Após ser engolido, o bolo alimentar desce pelo esôfago, um tubo de aproximadamente 25 centímetros de comprimento, até chegar ao estômago.

No estômago, órgão mais representativo do aparelho digestivo, o alimento fica armazenado e sofre a ação das enzimas por um período de duas a quatro horas. Nele, é feita a absorção das proteínas por meio da ação do suco gástrico, uma solução composta de água, sais, ácido clorídrico e enzimas. 

O produto formado após a digestão do alimento no estômago, que ganha o nome de “quimo”, segue para o intestino delgado, que é dividido em três partes: o duodeno, o jejuno e o íleo. Quando o quimo chega ao duodeno, a bile entra em contato com ele para deixá-lo menos ácido. A bile é uma substância produzida pelo fígado, um dos órgãos anexos, e armazenada na vesícula biliar.

O jejuno e o íleo são os responsáveis por ajudar no trânsito do bolo alimentar e na retirada de nutrientes para o corpo.

Chegando na parte final do processo de digestão, o alimento chega ao intestino grosso, órgão que tem cerca de 1,5 metro de comprimento e é dividido em três partes: o ceco, o cólon e o reto. 

No ceco, é feita a absorção de água e nutrientes, e é lá também que se forma o bolo fecal, ou seja, a parte dos alimentos que o corpo não vai absorver e precisará ser expelida. Após a chegada ao cólon, o material que será eliminado fica ali por um determinado tempo, até passar pelo reto e sair pelo ânus.

As enzimas

Cada parte do processo digestório recebe a ação de diversas enzimas, que são proteínas que ajudam a quebrar as substâncias dos alimentos em tamanhos menores, fazendo com que o corpo humano consiga absorver todos os nutrientes necessários para se manter saudável e com energia.

Existem diferentes tipos de enzimas, que têm funções de quebrar diferentes tipos de substâncias. Confira algumas delas:

- A catalase quebra o peróxido de hidrogênio.

- A lactase atua na quebra da lactose.

- A lipase quebra os lipídios.

- A protease age junto às proteínas.

- A urease converte a ureia em amônia e ácido carbônico e, posteriormente, em bicarbonato.

- A amilase/ptialina age ainda na boca, iniciando a digestão do amido e do glicogênio

- A tripsina atua nas proteínas maiores e parcialmente digeridas pelo estômago.

Como vimos, o alimento passa por diversos órgãos antes do corpo absorver os nutrientes e expelir aquilo que não será usado por ele! E não se esqueça: para manter o bom funcionamento desse sistema, é preciso ter uma alimentação balanceada.

Se você gostou desse tema, que tal continuar no nosso blog e conferir outros textos sobre o corpo humano?

Enzimas digestivas: o que são e para que servem?

Como funciona o sistema circulatório humano?

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!