Os estudantes da nova geração estão se desenvolvendo em uma cultura na qual buscamos informações muito rapidamente e em poucos cliques, e em que sabemos aquilo que os outros pensam, pelo que se interessam e o que exigem uns dos outros. 

Essas características, somadas ao comportamento social de criar pessoas mais conscientes e preparadas para as atividades do mercado de trabalho, fizeram com que as escolas precisassem acrescentar à sua rotina atividades que despertam as habilidades socioemocionais. No texto de hoje, vamos te mostrar como o COC contribui para isso. Veja!

Atividades interdisciplinares

A metodologia do COC é direcionada para a prática de atividades interdisciplinares. Nelas, um conteúdo pode ser abordado sob diferentes pontos de vista em matérias diferentes. Um exemplo disso é o estudo das grandes guerras mundiais, que são analisadas de acordo com a história, a geografia e a sociologia.

Essa rotina interdisciplinar ajuda a desenvolver o pensamento complexo e o raciocínio lógico, habilidades muito importantes para desempenhar qualquer atividade dentro e fora da sala de aula. Tendo essas características, é possível compreender uma situação de maneira global, reconhecer as consequências de determinadas ações e planejar com mais lucidez os passos a serem dados em determinada situação.

Busca pela autonomia

A autonomia está ligada à capacidade do aluno de conseguir, de forma individual, realizar tarefas tendo tido algum tipo de orientação, mas executando-as efetivamente de forma autônoma. No COC essa realidade é trabalhada em atividades ao longo dos bimestres, sempre com uma orientação geral dos professores. 

Esse conceito é aplicado também na maneira como os alunos do COC interagem com o ambiente virtual, uma vez que é oferecida a eles uma série de recursos e plataformas digitais que trazem conteúdos complementares e exclusivos para o aprofundamento em todas as matérias. Os docentes os incentivam a explorar cada uma das ferramentas e a descobrir o que cada uma tem de melhor para oferecer em cada momento.

Incentivo ao debate

Respeitar o próximo, compreender as diferenças de pensamentos, elaborar argumentos e treinar a fala em público. Tudo isso é desenvolvido com a ajuda dos trabalhos e das atividades que buscam o debate de diversos temas entre os estudantes. 

Muitas vezes, há uma divisão em grupos para que cada um exponha um ponto de vista e o debata com os outros. Essa forma de interagir com opiniões diversas ajuda também a mostrar para os alunos que essa realidade é um espelho do que vivemos em sociedade, em que podemos ver pessoas próximas a nós com gostos e ideias diferentes.

Recursos digitais

Os recursos digitais que citamos anteriormente também contribuem para o desenvolvimento de uma habilidade importante, que é o letramento digital, ou seja, saber usar a internet da maneira mais produtiva possível. Ao serem colocados diante de uma situação em que precisam fazer uma pesquisa escolar, os alunos que têm essa capacidade saberão onde procurar informações confiáveis. Diferentemente de outras pessoas, que copiam dados de qualquer lugar apenas para entregar o que é pedido.

Além disso, essa habilidade também está associada a um comportamento amigável na internet, ou seja, o estudante compreende que as relações vão além do espaço virtual e que algumas atitudes podem gerar consequências graves para quem está do outro lado da tela. Essa empatia e o respeito ao próximo são, sem dúvidas, duas das habilidades mais importantes do século 21.

Conclusão

O COC está alinhado com o que a sociedade exige das novas gerações e aborda as principais habilidades socioemocionais em suas atividades cotidianas, visando agregar ainda mais conhecimento para cada um de seus alunos.

Gostou deste texto? Então confira nossos outros artigos no blog do COC.