Com o passar do tempo, seus filhos irão se frustrar com algumas situações. Afinal isso é mesmo natural! Um presente que não ganhou, um lugar a que não pode ir… ao ouvir o “não” dos seus pais, a criança pode não gostar. E mesmo que seja sofrido ver o seu filho chateado, evitar dizer “não” para satisfazer as suas vontades não é um bom caminho. 

É também a partir das negações que os pais impõem limites, ensinando os seus filhos a lidar com os contratempos que surgem ao longo da vida. Entretanto, para que essas situações não sejam um problema ainda maior, vamos dar algumas dicas para você ensinar os seus filhos a lidar melhor com o “não”, evitando, sempre que possível, as birras, choros e atritos na relação. Confira! 

“Não” na medida certa! 

Uma das alternativas para perceber se os “nãos” são demais, frustrando e até inibindo seus filhos, é reparar na quantidade de momentos prazerosos na relação com as crianças. Lembre-se de que o equilíbrio é importante. É preciso mostrar para as crianças que alguns de seus desejos poderão ser atendidos, mas que é necessário negociar e colaborar com os adultos algumas vezes.

Controle seu tom de voz e olhar

O jeito como você fala e o seu olhar para a criança também interferem no aprendizado e na compreensão do significado do “não”. O tom da voz não necessariamente precisa ser negativo, e assim a situação não ficará mais desagradável. Lembre-se de que seu filho deve prestar atenção no que é dito, por isso os pais precisam estar calmos.

Quando os pais possuem um jeito autoritário, por exemplo, as crianças podem não interpretar a sua fala como um ensinamento. Os responsáveis precisam passar calma e segurança, assim os jovens compreenderão melhor as suas falas.

Explique o motivo do “não”

Por vezes, a criança não entende por que em determinada ação ela está sendo repreendida. Nesses casos, ela provavelmente tentará fazer de novo e de novo o que fez, até conseguir acertar ou conseguir o que quer. Por isso, explique seus motivos, mas sempre respeitando e adequando o seu discurso à faixa etária da criança. 

O “não” também deve trazer benefícios para a vida do seu filho e para a relação criada entre vocês. O ideal é que a criança compreenda o motivo da negação. Sermões muito longos ou frases complexas e complicadas podem não fazer efeito no momento em que ela está chateada. 

Leve a situação para o lado positivo

Se você está em um momento em que é preciso falar “não” e quer evitar algum tipo de “birra”, tente reformular o “não” como um “sim”. Caso seu filho peça para comer doces antes do jantar, por exemplo, diga que ele poderá comê-los após a refeição. Porém, atenção: às vezes, os pais falam em tons que podem assustar a criança, e assim ela não entenderá aquilo como uma mensagem positiva.

Elogie os bons comportamentos

Ressalte as atitudes positivas das crianças. Elogiar os bons comportamentos é uma forma de valorizar seu filho. Dessa forma, vocês trabalharão a sua autoestima, além de estimular a sua vontade de repetir os acertos. As pequenas conquistas do dia a dia também merecem reconhecimento. 

As frustrações são inevitáveis e podem decepcionar o seu filho, mas aprender a lidar com essas situações é importante para o seu desenvolvimento. Isso contribui para que no futuro eles possam enfrentar seus obstáculos com autonomia. Por mais que seja desagradável ouvir “nãos”, é por meio desses momentos que as crianças podem adquirir habilidades como colaboração, paciência e flexibilidade! 

Se você gostou deste post, leia mais em nosso blog:

Como ajudar seu filho a superar dificuldades

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!