Por vezes, alguns adolescentes têm dificuldades em verbalizar exatamente o que pensam ou sentem, preocupando os pais. Por isso, para te dar uma força nessa fase intensa que é a adolescência, listamos sete situações pelas quais seu filho deve estar passando nesse período. Assim, você poderá compreendê-lo melhor. Confira! 

1 - Período crítico do desenvolvimento

O intervalo entre os 11 e 19 anos é um período do desenvolvimento considerado crítico, em que grandes mudanças não ocorrem apenas na aparência, mas também no cérebro humano. O adolescente, por exemplo, passa a adquirir novas habilidades cognitivas durante essa fase. Nesse sentido, os pais devem compreender que esse momento pode ser um pouco turbulento e cheio de dúvidas e angústias para os seus filhos. Por mais que os adolescentes já pareçam estar totalmente crescidos na fisionomia, lembre-se de que nessa idade eles ainda estão em um período de constante desenvolvimento. 

2- Razão e emoção

Durante essa fase, o cérebro dos adolescentes aumenta e se torna ainda mais interligado, ganhando maior poder de processamento. Eles desenvolvem as habilidades lógicas e passam a tomar decisões mais maduras, sobretudo quando têm tempo e acesso à informação. Porém, ao mesmo tempo, as suas escolhas ainda podem ser muito influenciadas pela emoção e, dessa forma, feitas de maneira impulsiva. Esse confronto entre razão e emoção pode influenciar o humor dos adolescentes, confundindo seus pais e outros familiares. Então é papel dos adultos ter paciência e ajudar seus filhos a organizar suas emoções, ensinando-os a tomar decisões de forma mais ordenada e responsável.

3 - Conflitos 

Por ainda estarem adquirindo novas habilidades, principalmente em relação ao comportamento social e ao pensamento abstrato, os adolescentes podem ver os conflitos como formas de se expressar. Além disso, podem demonstrar dificuldade para se concentrar em uma única ideia ou mesmo compreender o ponto de vista dos outros. 

Lembre-se de que os adolescentes estão lidando com uma grande quantidade de informações sociais, emocionais e cognitivas. Por isso, novamente, os pais devem ser compreensivos e ajudá-los a se acalmarem, sendo modelos de maturidade para os filhos. 

4 - Emoções intensas

A puberdade faz parte da adolescência. Esse momento é o início de mudanças importantes no sistema límbico, parte do cérebro que ajuda a regular o ritmo cardíaco e os níveis de açúcar no sangue, e que é fundamental para a formação de memórias e emoções. Outra parte do corpo que também se desenvolve é a amígdala, que liga as informações sensoriais às respostas emocionais e, junto às alterações hormonais, dá origem aos sentimentos de raiva, medo, agressividade, excitação e atração sexual. 

Ao longo da adolescência, o córtex pré-frontal, associado ao planejamento, ao controle de impulsos e ao pensamento de ordem superior, começa a ser desenvolvido. Os adolescentes mais velhos começam a ganhar equilíbrio nesta área e, enquanto isso, outros setores do cérebro começam a ajudar a processar as emoções. 

5 - Amigos

Conforme os adolescentes desenvolvem o pensamento abstrato, a ansiedade social aumenta e eles passam a considerar importantes as perspectivas dos outros, inclusive sobre eles mesmos. Ter a aprovação dos amigos é algo gratificante para os adolescentes. Além disso, com os amigos eles têm a oportunidade de aprender habilidades, como negociação, compromisso e planejamento em grupo. Então, mesmo quando eles estão em uma simples conversa com os amigos, eles podem estar adquirindo habilidades importantes para a vida adulta!

6 - Relacionamento com os pais

Um levantamento realizado pela autora do livro “Dentro do Cérebro Adolescente: Ser Pai é um Trabalho em Progresso”, Sheryl Feinstein, revelou que 84% dos jovens pensam muito em sua mãe e 89% em seu pai, e mais de três quartos dos adolescentes gostam de passar tempo com seus pais. 

Durante a adolescência, os jovens criam mais autonomia, mas isso não significa que eles não precisam dos pais ou que não desejam mais sua companhia. Por isso, os pais devem ser bons modelos a seguir e bons ouvintes, para assim auxiliar os filhos a lidar com as dificuldades que aparecem durante o amadurecimento. Aqui no blog já contamos sobre atividades para fazer em família com os adolescentes! Que tal planejar algumas?

7 - Autoconsciência

Durante a puberdade, muitas alterações hormonais acontecem no corpo humano e elas têm efeitos significativos no cérebro. Uma delas é o estímulo à produção de mais receptores de ocitocina, o “hormônio do vínculo afetivo”. Os seus efeitos no sistema límbico estão associados à sensação de autoconsciência, assim o adolescente pode realmente pensar que todos estão olhando para ele, ou seja, que é o centro das atenções. 

Os jovens passam por muitos momentos novos e ao mesmo tempo; a adolescência é um verdadeiro mix de acontecimentos e sentimentos que eles precisam aprender a enfrentar. Por isso, compreenda essas situações e desenvolva a sua paciência com os seus filhos que estão passando por essa fase. Lembre-se, você também já passou por isso! Recorde um pouco da sua própria experiência, assim pode ficar mais fácil atravessar esse período com seus filhos. 

Tem filho ou filha adolescente? Leia mais sobre essa fase no nosso blog:

5 coisas que os pais precisam lembrar sobre a puberdade dos filhos

Como fortalecer os vínculos com seu filho adolescente?

Conheça o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!