A infância e a adolescência são períodos de descobertas e autoconhecimento. É nessa fase que a criança começa a entender seu próprio espaço e passa a reconhecer as diferenças e semelhanças entre ela mesma e os colegas. Justamente por ser um momento transformador, muitos podem ter problemas com sua autoestima, o que pode acarretar dificuldades, inclusive no futuro.

É importante que, nesse momento, a criança ou o adolescente receba carinho e atenção, que podem mudar completamente a forma como a pessoa se entende. Por isso, o COC preparou algumas dicas para os pais que buscam estimular a autoestima dos filhos. Veja aqui:

Valorize os esforços

Alcançar resultados é muito significativo, mas não é o mais relevante. Muitas vezes os esforços já trazem muito aprendizado, e é aí que seus filhos têm lições importantes e desenvolvem habilidades.

Além disso, é comum a criança sentir-se incapaz e desmotivada caso não consiga alcançar uma expectativa, especialmente se essa expectativa vem de outra pessoa. Quando os empenhos são valorizados, seus filhos entendem a importância da dedicação, e isso faz com que eles sejam mais persistentes.

Não faça comparações

É muito interessante ver o quanto outros alunos estão indo bem na escola ou são destaque em algum esporte. Você pode elogiar o desempenho deles, mas evite comparações, mesmo que sejam positivas. Dizer ao seu filho o quanto ele é melhor ou pior que os colegas faz ele acreditar que deve competir com os demais. Esse tipo de pensamento é decisivo e pode acompanhá-lo no futuro ou colocá-lo sempre em confronto com outras pessoas.

As comparações podem parecer um incentivo para a criança se dedicar ainda mais, mas, na verdade, o que acontece é que ela dificilmente se sentirá capaz se não for superior aos outros. Por isso, elogie e faça críticas, mas sempre de forma afetuosa, evitando reforçar a competitividade e fazer com que os pequenos erros pareçam gravíssimos.

Incentive a autonomia e desafie

Um importante passo para alcançar uma autoestima saudável é que seu filho veja que você confia em suas habilidades. Dê autonomia a ele, incentive-o a tomar decisões em algumas situações e desafie-o a ir além. Quando você exige responsabilidades, por menores que sejam, seus filhos entendem que você acredita na capacidade deles, e isso faz com que acreditem mais em si mesmos.

Um bom começo é incentivar pequenas tarefas do dia a dia, como organizar o material escolar e dobrar suas roupas. Com o passar do tempo, você pode estimular novas tarefas mais difíceis, como fazer um bolo ou até criar brinquedos com artesanato. Esses pequenos desafios mostram que os pais valorizam as habilidades dos filhos e os incentivam no desenvolvimento intelectual.

Não desvalorize as emoções dos filhos

Para as crianças e os adolescentes, pequenas situações podem tomar proporções muito grandes. Quando a criança chora e você diz que “não foi nada”, ela entende que seus sentimentos não são importantes ou que ela mesma não é tão digna de preocupação. Quando acontecer esse tipo de situação, tente demonstrar empatia e seja claro ao se referir ao problema. Faça seu filho entender que todos passam por dificuldades, e procurar uma solução é o que o torna especial.

Deixe a criança aprender com situações adversas

Nada é mais importante que a felicidade e o bem-estar dos filhos. Mas isso faz com que alguns pais se empenhem demais em protegê-los e se esqueçam de que passar por obstáculos pode ser um aprendizado muito valioso para as crianças.

Quando você demonstra se preocupar demais, a criança sente que você duvida da sua autonomia e isso faz com que ela duvide de si mesma. Tome cuidado com a superproteção e demonstre conhecimento das habilidades de seu filho.

A tarefa de ser pai não é simples, mas com algumas atitudes, você conseguirá fazer com que seus filhos cresçam confiantes e felizes!

Aqui estudar é poder!

O COC se preocupa com o desenvolvimento dos seus filhos. Aqui estudar é poder realizar! Acompanhe as notícias em nosso blog e aproveite todos os benefícios que o sistema COC de ensino pode trazer para a sua família. Saiba mais aqui!