A língua portuguesa, o 5º idioma mais falado do mundo, é celebrada no dia 5 de maio. Apesar de ser considerada uma das línguas mais bonitas do mundo, ela pode ser bem complicada. Mesmo sendo nossa língua materna, podemos errar algumas palavras na hora de falar e, muitas vezes, também na hora de escrever. Por isso, neste Dia Internacional da Língua Portuguesa, nós preparamos uma lista com palavras que as pessoas costumam confundir. Acompanhe:

Asterisco

Algumas pessoas podem se referir ao sinal gráfico (*) como “asterístico”. Porém, não se esqueça: a forma correta de se falar e escrever é “asterisco”.

Blusinha

Mesmo em tom de brincadeira, falar “brusinha” não está certo e pode fazer até você se atrapalhar quando precisar escrever ou conversar em uma situação mais séria. Por isso, prefira sempre a forma correta!

Beneficente

Essa costuma ser uma pegadinha: frequentemente ouvimos “beneficiente” (com esse “i”), ao invés de “beneficente. Na verdade, a palavra beneficente deriva de benéfico e pode ser utilizada em eventos de caridade, por exemplo: “uma feira beneficente arrecadará fundos para o hospital”.

Coincidência

Esse erro é bastante famoso: trocar “coincidência” por “conhecidência”, então tome cuidado!

Companhia

Por mais estranho que possa parecer, essa é a forma correta de se escrever essa palavra: “companhia”. O erro costuma acontecer porque na pronúncia de “companhia”, a palavra soa como “compania” e essa subtração do “h” na fala pode acabar se refletindo também na escrita.

Gratuito

O erro dessa palavra está na pronúncia, e não na escrita. Muitos pronunciam “gratuíto”, com a entonação na letra “i”, entretanto, como se trata de um ditongo, ele deve ser pronunciado acentuando a sílaba “TUI”.

Losango

É importante aprender essa palavra para não falar errado na hora de estudar matemática! Quando nos referimos a essa forma geométrica, dizemos “losango” e não “losângulo”.

Mas

Por possuírem sonoridades parecidas, “mas” pode ser confundido com “mais”. A diferença entre as duas é bem simples: “mas” é usado quando queremos unir ideias opostas, como em “porém” ou “entretanto”; já “mais” é utilizado para falarmos do contrário de “menos”.

Problema

Essa palavrinha pode ser difícil de se pronunciar e, por isso, pode aparecer de diferentes formas, como “poblema”, “pobrema”, “probrema” e até “plobrema”. Esse erro acontece pela presença dos grupos consonantais “pr” e “bl”, responsáveis por grandes dificuldades de articulação para algumas pessoas.

Reivindicar

Ao pedir de volta seus pertences, lembre-se: você deve “reivindicar” e não “reinvindicar”!

Supérfluo

A maioria das pessoas aprende essa palavra como “supérfulo”, mas o correto é “supérfluo”. Dizemos que algo é supérfluo quando não é realmente necessário.

Torácico

Neste caso, a pronúncia da palavra não é o problema, mas sim sua grafia. Frequentemente a vemos escrita como “toráxico”, porém a escrita correta é “torácico”, com “c”. Esse erro acontece pois “torácico” deriva de “tórax”, e as pessoas acabam assumindo que algo referente ao tórax seria “toráxico”.

E então? Você também já cometeu algum desses erros? Fique sempre atento para não esquecer! Acompanhe o conteúdo do Blog COC para sempre aprender cada vez mais.

AQUI ESTUDAR É PODER!

Seu sonho é estudar em uma boa universidade? Venha para o COC! Aqui estudar é poder realizar! Acompanhe as notícias em nosso blog e aproveite todos os benefícios que o sistema COC de ensino pode trazer para os seus estudos. Saiba mais aqui!