O Exame Nacional do Ensino Médio é uma das provas mais esperadas por estudantes de todo o Brasil. Isso porque ele é a principal forma de ingresso nas maiores universidades. Criado em 1998 com a finalidade de avaliar a qualidade do ensino médio no Brasil, passou também a substituir o vestibular em muitas faculdades e a ser usado como critério para a concessão de bolsas e financiamentos.

A prova acontece entre outubro e novembro todos os anos, e os resultados costumam sair em janeiro do ano seguinte. É aí que surgem muitas dúvidas sobre o Enem e como utilizar a sua nota. Por isso, quando você for tentar uma vaga ou bolsa de estudos com a nota o resultado do exame, é muito importante ficar atento às regras da instituição em que você pretende entrar.

As normas para usar a sua nota variam muito de acordo com o curso e a instituição, ou seja, o prazo para usá-la vai depender do tipo de programa em que você vai se inscrever. Pensando nisso, nós do COC preparamos uma lista com as principais formas de ingresso nas universidades e por quanto tempo a nota do Enem vale para cada uma delas. Veja aqui:

Para tentar uma vaga no Sisu

O Sisu é um sistema totalmente informatizado, no qual o aluno consegue consultar o número de vagas nas universidades federais e algumas estaduais de todo o Brasil e se inscrever na que for de seu interesse. Para se candidatar a uma vaga pelo Sisu, é preciso ter feito o Enem mais recente, ou seja, nesse caso sua nota valerá apenas por um ano. Outra exigência para inscrição no Sisu é que o candidato não tenha zerado na redação.   

Bolsas do ProUni

Os estudantes de baixa renda podem tentar uma bolsa do ProUni. O sistema abre duas vezes por ano e a participação é gratuita, abrindo muitas opções de curso em todo o Brasil. Para participar, é necessário ter participado da última edição do Enem, ter pelo menos 450 pontos na média geral da prova e não zerar na redação. Assim, você pode usar a mesma edição do Enem para duas edições do ProUni

Outra forma de tentar uma bolsa do ProUni é na segunda fase do processo, se candidatando às vagas remanescentes.  Depois do período regular de inscrições, é possível se candidatar com a nota de edições anteriores do exame a partir da edição de 2010, mas ainda é necessário atender aos requisitos socioeconômicos e ter média geral de pelo menos 450 pontos.

Fies

O Fies é um programa de financiamento estudantil do Ministério da Educação que usa a nota do Enem para a escolha dos aprovados. Com o Fies, você pode financiar a universidade privada e começa a pagar só depois que concluir o curso. Para fazer parte do programa, você pode usar a nota de qualquer edição do Enem a partir de 2010, mas é exigida média geral de 450 pontos e a redação não pode ter sido zerada.

Complementar a nota do vestibular

Muitas instituições de ensino permitem que você use a nota do Enem como complemento à nota do vestibular. Isso pode te ajudar a se classificar melhor e, muitas vezes, é isso que faz a diferença na hora da sua aprovação. Cada universidade tem seu próprio método, mas em geral, é usada a nota do Enem do mesmo ano do vestibular.

Universidades particulares que não têm vestibular

Algumas faculdades privadas não realizam o vestibular e usam de outros meios para o ingresso dos alunos. O mais comum deles é o Enem. Geralmente, a maioria dos cursos é à distância e cada um tem suas próprias regras (definindo o número de vagas e a nota mínima), mas é comum usar a nota de qualquer ano a partir de 2010.

Descontos e promoções em faculdades particulares

Quem não tem os requisitos para tentar programas como ProUni e Fies pode ficar atento aos programas de faculdades particulares, que muitas vezes lançam promoções e descontos e também usam o Enem como critério para conceder esses benefícios.

AQUI ESTUDAR É PODER!

Seu sonho é estudar em uma boa universidade? Venha para o COC! Aqui estudar é poder realizar. Acompanhe as notícias em nosso blog e aproveite todos os benefícios que o sistema COC de ensino pode trazer para os seus estudos. Saiba mais aqui!